Em um ano, Call of Duty rendeu US$ 3 bilhões à Activision

Em um ano, Call of Duty rendeu US$ 3 bilhões à Activision

Por Wagner Wakka | 07 de Dezembro de 2020 às 11h48
Divulgação/Activision

A franquia Call of Duty bateu recorde de receita, rendendo nada menos que US$ 3 bilhões à Activision no último ano. O resultado, considerado recorde para a companhia, pode ser explicado por um conjunto de fatores, desde o aumento de jogadores com a pandemia, até a adoção do novo modelo de negócio da empresa.

Em comunicado, a Activision revelou que a receita total com vendas cresceu em 80% no comparativo anual. A publicadora vendeu 40% mais jogos em comparação com o ano passado. “Tanto em consoles como em PC, a franquia entregou os maiores números de horas jogadas de sua história neste ano, assim como o maior número de jogadores e horas mensais em um mês de novembro”, informa. Segundo a empresa, neste ano, mais de 200 milhões de pessoas jogaram algum Call of Duty.

O bom resultado também é reflexo de um novo modelo de negócio da companhia. Ela pulverizou a franquia para além de apenas um game anual. Em 2020, jogadores tiveram contato com Call of Duty: Modern Warfare, Warzone e Mobile, além do lançamento de Black Ops - Cold War.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Com isso, foi possível abraçar modelos gratuitos, com compras in-app (como em Warzone e Mobile), aliados aos jogos principais da série. Somente para o battle royale gratuito da franquia, foram 85 milhões de jogadores desde o lançamento.

O último título da série, Call of Duty: Black Ops - Cold War foi lançado em 13 de novembro para PlayStation 4, Xbox One e PC, além do PlayStation 5 e do Xbox Series X e S.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.