Criador de Yakuza pode deixar a SEGA após 32 anos

Criador de Yakuza pode deixar a SEGA após 32 anos

Por Felipe Goldenboy | Editado por Bruna Penilhas | 30 de Agosto de 2021 às 16h16
SEGA

O criador da franquia de jogos Yakuza Toshihiro Nagoshi, estaria trocando a SEGA pela chinesa NetEase, focada em jogos de celular e MMORPGs. As informações foram publicadas pela Bloomberg.

Segundo a matéria, Nagoshi pode deixar a SEGA após o lançamento de Lost Judgement, sequência do spin-off Judgement que chega em 24 de setembro de 2021. O texto também diz que, embora ele “não tenha assinado um contrato final e suas obrigações ainda não tenham sido finalizadas”, é provável que ele “forme sua própria equipe e crie novos jogos”.

Negociação entre Toshihiro Nagoshi e a NetEase está ocorrendo em sigilo, segundo a Bloomberg (Foto: Reprodução/Gene Wang/Flickr)

Especula-se que a contratação de Nagoshi seja um grande passo para que a NetEase rivalize frente a frente com a Tencent, outra gigante chinesa dos games que é dona da Riot Games, da PlatinumGames e da Sumo Group, por exemplo. Outro motivo seria o objetivo das empresas de expandirem seus portfólios para além da China, já que o governo local limita o acesso de crianças e adolescentes aos videogames.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Nagoshi começou a trabalhar na SEGA em 1989 e, desde então, participou do desenvolvimento de vários títulos, como Virtua Fighter, Super Monkey Ball e F-Zero GX. Todas as propriedades intelectuais pertencem à SEGA.

Vale lembrar que os jogos da série Yakuza entraram recentemente no catálogo do Xbox Game Pass. Segundo o relatório de lucros da empresa, publicado em 2020, a franquia já vendeu pelo menos 14 milhões de cópias.

Fonte: Kotaku, PCGamer

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.