NSA intercepta até compras online para rastreamento de usuários

Por Redação | 30.12.2013 às 14:31
photo_camera Divulgação

A revista alemã Der Spiegel publicou reportagens revelando mais uma camada do esquema de espionagem praticado pela NSA, a agência de inteligência do governo dos Estados Unidos. Segundo o veículo, que se baseou em mais documentos revelados por Edward Snowden, o órgão chegou a interceptar compras online para instalar softwares de rastreamento em produtos eletrônicos.

Na lista de produtos “grampeados” estão, por exemplo, HDs e outros dispositivos de armazenamento de marcas como Western Digital, Samsung, Seagate e Maxtor, além de firewalls da Juniper Networks e equipamentos para rede da Cisco e Huawai. Além disso, produtos não especificados da Dell também contam com dispositivos da NSA para coleta de informações de seus usuários.

A operação estaria sob a responsabilidade da TAO (Tailored Access Operations), a divisão da NSA responsável pela infiltração em sistemas restritos e coleta de dados, além do processamento destas informações para fins de segurança nacional. O grande alvo, aqui, são instituições de fora dos Estados Unidos, mas existem relatos sobre cidadãos americanos sendo espionados.

De acordo com os dados revelados por Snowden, não existem indícios de que as fabricantes tinham conhecimento da interceptação de encomendas. O Der Spiegel tentou contato com as empresas e todas elas negaram participação na operação.

Equipamentos dedicados

Alterações no firmware de dispositivos eletrônicos ou softwares de invasão de sistemas como o Windows são os principais meios de operação da NSA. O Der Spiegel, porém, revelou que, quando esse tipo de trabalho não pode ser realizado, o TAO conta com uma divisão dedicada inteiramente à construção de dispositivos modificados com propósitos de espionagem.

Entre os equipamentos criados pelo órgão estão um cabo de monitor que permite aos analistas de segurança visualizarem tudo o que é mostrado na tela ou pendrives que ocultam malwares para receptação e transmissão de informações por ondas de rádio. Há, ainda, uma estação GSM capaz de monitorar todas as ligações telefônicas de uma determinada área.

Tais aparelhos podem custar pouco, cerca de US$ 30, ou ultrapassarem a marca dos US$ 40 mil, de acordo com a tecnologia envolvida em sua produção. O alcance dos dispositivos ainda é desconhecido, mas muitos cidadãos americanos podem estar usando tais equipamentos sem saberem que estão sendo espionados.