Publicidade

Vídeo mostra módulo de estação espacial explodindo em teste da Sierra Space

Por| Editado por Patricia Gnipper | 25 de Janeiro de 2024 às 12h49

Link copiado!

Sierra Space
Sierra Space

Mais um protótipo de habitat espacial inflável da Sierra Space explodiu — mas fique tranquilo, pois tudo foi feito propositalmente. A empresa está desenvolvendo um protótipo de habitat para a estação espacial que vai desenvolver em parceria com a Blue Origin, e pela primeira vez, testou um deles em escala completa. 

Os testes vêm acontecendo no Centro Espacial Marshall, da NASA, e até então todos foram feitos com modelos menores do chamado Grande Ambiente Flexível Integrado (ou apenas LIFE, na sigla em inglês). Durante tais testes, as equipes do projeto bombeiam ar para dentro da estrutura até ela falhar e explodir como se fosse um grande balão. Assim, eles podem analisar a resistência do material sob as condições extremas encontradas no espaço. 

Desta vez, os resultados excederam em 27% os requisitos de segurança da NASA, o que significa que resistiu à pressão de 77 libras por polegada quadrada (Psi), valor bem acima das 60,8 Psi exigidas pela agência espacial. Segundo a empresa, a explosão mais recente teve força equivalente àquela de 164 bananas de dinamite

Continua após a publicidade

Confira o vídeo do novo teste:

Tom Vice, CEO da Sierra Space, explica que estão “direcionando a reinvenção da estação espacial que vai delinear uma nova era de exploração da humanidade e de descobertas”. A companhia afirma que o módulo inflável pode ser armazenado na carenagem de um foguete de apenas cinco metros, proporcionando economia de espaço e reduzindo a massa para o lançamento. 

De acordo com a Sierra Space, três lançamentos seriam necessários para levar unidades do LIFE ao espaço capazes de criar um ambiente maior e mais volumoso que a Estação Espacial Internacional (ISS). A empresa planeja trabalhar em versões ainda maiores nos próximos anos. 

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Ainda neste ano, a Sierra Space vai continuar trabalhando nos testes de explosão com modelos em escala e em tamanho real, além de verificar como a estrutura se sai com impactos de micrometeoritos. Entretanto, ainda não se sabe se este projeto ou algum outro vai estar pronto a tempo de substituir a Estação Espacial Internacional após sua destruição na próxima década.  

Há alguns meses, oficiais da NASA reconheceram a possibilidade de que a ISS encerre suas atividades sem estações espaciais comerciais estarem prontas. Eles destacaram que, se alguma lacuna surgir durante a transição, não vai ser um problema tão preocupante, pois a segurança é a prioridade.

Fonte: Sierra Space