Vídeo da NASA mostra a beleza da chuva de meteoros Perseidas; assista!

Vídeo da NASA mostra a beleza da chuva de meteoros Perseidas; assista!

Por Daniele Cavalcante | Editado por Patrícia Gnipper | 10 de Agosto de 2021 às 13h40
Gustavo Fernández/Pixabay

Com a chegada do mês de agosto, abre-se a temporada de "caça" aos meteoros, para o deleite dos entusiastas da observação celeste. É que, a partir da primeira quinzena do mês, a chuva de meteoros Perseidas, uma das mais aguardadas do ano, atinge seu pico para nos fornecer um espetáculo de “estrelas cadentes” riscando o céu noturno. E, para entrar no clima, a NASA aproveitou uma rede de câmeras para registrar vários meteoros.

Na filmagem, é possível acompanhar as "estrelas cadentes" que brilham no céu cada vez que um pequeno fragmento entra na atmosfera terrestre. Todos os meteoros surgem na direção da constelação de Perseus, mas, como podemos constatar no vídeo, não é preciso fixar o olhar nessa direção. O registro foi realizado nos dias 3 e 4 de agosto através da rede de câmeras All-sky Fireball, da agência espacial norte-americana.

Composta por detritos deixados pelo cometa 109P/Swift-Tuttle, a Perseidas é uma chuva generosa — se o observador estiver sob um céu livre de poluição luminosa, poderá apreciar até 100 meteoros por hora. Eles voam a uma velocidade de até 60 km/s e deixam um rastro brilhante quando arrancam elétrons de átomos das moléculas da nossa atmosfera.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Para a nossa sorte, a Lua está na fase Nova, ou seja, sua luminosidade não atrapalhará a observação dos meteoros. Assim, é possível que vejamos cerca de 2 meteoros por minuto, em média, se estivermos longe da iluminação artificial da cidade. "O melhor show será um pouco antes do nascer do Sol no dia 12 ou 13 de agosto", disse o astrônomo Denis Vida. No entanto, ele destaca que o ideal é começar a observação depois das 22h, o que vale mais para quem estiver acima da linha do Equador. "Se você conseguir localizar a Ursa Maior no céu, olhe em sua direção e você estará pronto para ver alguns Perseidas".

Outra dica importante é lembrar que os olhos demoram alguns minutos para se acostumar com a escuridão; portanto, não se preocupe caso não veja meteoros nos primeiros momentos. Reserve um tempo para uma observação sem interrupções e, caso pretenda fazer um registro, deixe o equipamento pronto, com as configurações adequadas para boas fotos astronômicas.

Fonte: Space.com, Phys.org

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.