Tripulação da Inspiration4 retorna à Terra após três dias no espaço

Tripulação da Inspiration4 retorna à Terra após três dias no espaço

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 20 de Setembro de 2021 às 10h50
John Kraus/Inspiration4

Após três dias na órbita da Terra, os viajantes espaciais da missão Inspiration4 estão de volta. A nave Crew Dragon pousou no litoral da Flórida às 19h06 do último sábado (18), marcando o fim da primeira missão espacial totalmente formada por civis, sem nenhum astronauta profissional a bordo.

Kris Young, diretora de operações espaciais no controle de missão da SpaceX, cumprimentou a tripulação após o retorno. “Em nome da SpaceX, Inspiration4, sejam bem-vindos à Terra”, disse, ressaltando que a missão mostrou ao mundo que o espaço é para todos, e que pessoas comuns podem causar grandes impactos no mundo. A empreitada foi financiada por Jared Isaacman, bilionário que a idealizou para arrecadar fundos para o hospital St. Jude Children's Research Hospital.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Ele pagou os custos da missão à SpaceX e, para arrecadar US$ 200 milhões para pesquisas em câncer infantil ao hospital, ele se juntou a Hayley Arceneaux, médica e sobrevivente de um câncer na infância; Chris Sembroski, engenheiro de dados; e, por fim, Sian Proctor, professora de geociências e candidata a astronauta na NASA. Enquanto estiveram em órbita, eles realizaram vários experimentos para ajudar os pesquisadores a entenderem melhor os efeitos da microgravidade no corpo humano.

Durante uma transmissão ao vivo direto da nave, Arceneaux comentou como foi interessante observar as mudanças do comportamento de fluidos na microgravidade. “Isso é algo que os cientistas estão pesquisando, então estamos felizes em contribuir”, disse. Além dos dados obtidos, eles aproveitaram visões incríveis da Terra através de um domo de vidro, instalado no “nariz” da cápsula Crew Dragon. “Passamos muito tempo nessa cúpula e pudemos ver todo o perímetro da Terra em uma perspectiva incrível", disse ela.

Após retornarem, eles passaram por exames médicos e foram de helicóptero às instalações da NASA. Em paralelo, a cápsula Crew Dragon será levada às instalações da SpaceX para passar por inspeções e manutenções para voar outra vez. Além disso, o valor arrecadado ficou acima da meta proposta. Elon Musk, fundador e CEO da SpaceX, afirmou em um tuíte que “podem contar com ele para US$ 50 milhões” e, com a doação de Musk, o total de fundos arrecadados fica em torno de US$ 210 milhões — vale mencionar que ainda haverá um leilão com objetos que a tripulação levou ao espaço.

O que esperar do futuro do turismo espacial

Benji Reed, diretor sênior dos programas de voos espaciais tripulados na SpaceX, comemorou a missão e parabenizou a tripulação. "Em geral, a missão foi excelente e linda do começo ao fim, e foi uma ótima experiência para todos em solo", disse. De fato, o turismo espacial orbital já existia antes da Inspiration4 — por exemplo, de 2001 a 2009, sete pessoas voaram para a Estação Espacial Internacional ao lado de astronautas profissionais em missões reais, mas os tripulantes da Inspiration4 foram os primeiros turistas a viajarem em uma missão 100% comercial e civil.

Assim, a expectativa é que os intervalos entre novos voos turísticos espaciais seja cada vez menor. Em outubro, diretor Klim Shipenko e a atriz Yulia Peresild devem voar rumo à ISS a bordo de uma nave Soyuz, comandada pelo cosmonauta Anton Shkaplerov, para as gravações do filme “O Desafio”, realizado em parceria com a agência espacial russa Roscosmos.

Outra visita à estação, que combina com os moldes do turismo espacial, ficará por conta do bilionário Yusaku Maezawa. Ele viajará a bordo de uma nave Soyuz em dezembro, acompanhado do produtor Yozo Hirano, que irá registrar a experiência, e o cosmonauta Alexander Misurkin. Em paralelo, o turismo espacial também segue em crescimento, e a Virgin Galactic e Blue Origin, as maiores players do setor, já têm planos para voos comerciais ocorrerem regularmente nos próximos meses — ambas realizaram voos suborbitais em julho e já vendem tickets para passeios futuros.

Além disso, a expectativa é que os voos espaciais turísticos sejam lançados a destinos além da Terra. Maezawa, por exemplo, tem planos para viajar na órbita lunar a bordo do sistema Starship, da SpaceX. Entretanto, vale lembrar que, embora esses voos tenham preços altíssimos atualmente, o esperado é que os custos sejam gradualmente reduzidos conforme novas missões privadas, como a Inspiration4, forem lançadas.

Fonte: Space.com (1, 2, 3)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.