Starship pode fazer até 12 viagens a Marte durante 30 anos de vida útil

Starship pode fazer até 12 viagens a Marte durante 30 anos de vida útil

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 16 de Agosto de 2021 às 18h23
SpaceX

Hoje, a SpaceX segue desenvolvendo o sistema Starship para, futuramente, levar humanos e cargas à Lua e a Marte. Em uma publicação no Twitter, Elon Musk, CEO da empresa, trouxe alguns novos detalhes sobre a reusabilidade do foguete que, segundo ele, permitirá a realização de cerca de 12 viagens rumo ao Planeta Vermelho enquanto estiver em condições de uso. Com isso, será possível obter maior redução de custos em viagens tanto para a Lua quanto Marte.

O tuíte de Musk, publicado no último sábado (14), foi uma resposta a um usuário que perguntou quando a produção do Starship se tornaria economicamente viável. O bilionário respondeu que o sistema se tornará extremamente econômico para missões na órbita terrestre ou na Lua assim que estiver operacional, quando a reutilização rápida estiver acontecendo.

Já no caso de Marte, tudo fica mais complexo porque a Terra e nosso vizinho se alinham somente a cada 26 meses. “Então, a reutilização é limitada a uma dúzia de vezes ao longo dos 25 a 30 anos de vida útil da nave”, explicou ele.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Em ocasiões anteriores, Musk já sugeriu que os custos de lançamento do Starship seriam tão reduzidos que chegariam a apenas 1,3% do que a NASA gasta com missões parecidas. “Se você levar em conta os custos operacionais, talvez seja algo próximo de US$ 2 milhões”, disse em uma entrevista. “Isso é muito menos do que um foguete pequeno, então é algo que precisa ser feito”, finalizou.

Musk já garantiu anteriormente que o Starship irá pousar em Marte "bem antes de 2030" e, durante uma entrevista concedida no ano passado, afirmou que o sistema poderia ser usado em uma missão não tripulada rumo ao planeta em 2024. Vale lembrar que o sistema ainda está em desenvolvimento, e a SpaceX aguarda autorização da Federal Aviation Administration (FAA), entidade reguladora de avião nos Estados Unidos, para realizar o primeiro teste de voo orbital do Starship.

Fonte: Futurism

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.