SpaceX prepara protótipo do Starship para seu maior teste de voo até o momento

Por Daniele Cavalcante | 16 de Outubro de 2020 às 17h20
Mary/Jack Beyer/NASASpaceflight
Tudo sobre

SpaceX

Saiba tudo sobre SpaceX

Ver mais

A SpaceX está se preparando para realizar um novo teste de voo curto do seu veículo espacial Starship, que está em fase de prototipagens para que, no futuro, possa levar pessoas a destinos como Lua e Marte. O próximo voo usará pela primeira vês três motores Raptor e dará um salto bem maior que os anteriores.

O primeiro voo de teste do Starship foi realizado em no início de agosto, utilizando o protótipo SN5, equipado com apenas um motor Raptor. Um mês depois, ocorreu o segundo teste, dessa vez com o protótipo SN6, também usando um motor. Ambos atingiram uma altitude de 150 metros.

Agora, a SpaceX está preparando o protótipo NS8 com três motores Raptor para que possa atingir 15,25 km de altitude (caso você esteja se perguntando onde está o SN7, esta numeração foi utilizada em testes fixos no solo no final de setembro). O SN8 já passou por três rodadas de testes criogênicos na semana passada, nos quais se experimenta a pressurização dentro dos tanques de combustível ultra-frio.

Com os três motores instalados no NS8, a SpaceX realizará primeiro um teste de ignição estática, ou seja, a nave ficará presa no chão enquanto todos os motores são acionados simultaneamente. Outros pequenos procedimentos para esse teste acabam por se tornar também uma série de pequenos testes, tais como o abastecimento e os testes de pré-queima de combustível.

Caso o SN8 seja bem-sucedido no teste estático, a equipe analisará os dados para saber se o desempenho dos motores foi correspondente ao que se espera deles. Caso positivo, o protótipo seguirá sua montagem, recebendo o “nariz” do foguete, para que possa realizar o voo. O cone do nariz já está sendo preparado e já recebeu os “flaps” (as duas asinhas laterais), de acordo com imagens capturadas e compartilhadas pela NASA.

Ainda não há uma data confirmada para o voo do NS8. Se tudo correr conforme o planejado, o salto de 15,25 km também incluirá uma manobra na qual ficará com a “barriga” para baixo, para testar as superfícies aerodinâmicas da nave.

Fonte: Universe Today

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.