Crew-1: nave Crew Dragon, da SpaceX, ganha melhorias e novo apelido

Por Danielle Cassita | 30 de Setembro de 2020 às 19h45
SpaceX
Tudo sobre

SpaceX

Saiba tudo sobre SpaceX

Ver mais

Os preparativos para a missão Crew-1, que será realizada em 31 de outubro e levará astronautas da NASA e da JAXA para a Estação Espacial Internacional (ISS), seguem a todo vapor: a cápsula Crew Dragon já foi equipada com um novo escudo térmico e painéis solares mais poderosos. Além disso, a tripulação também já deu um novo apelido à cápsula que os levará para o laboratório orbital.

Hans Koenigsmann, vice-presidente de construção de voo da SpaceX, explicou que a empresa modificou o design da cápsula após o voo de demonstração, onde foram adicionados painéis solares que irão alimentar a nave por mais de 200 dias, e escudos térmicos mais duráveis em volta das conexões entre a cápsula e compartimento de cargas. Os escudos nestas áreas mostram uma leve erosão causada pela fricção com a atmosfera, e esta questão "sempre foi uma situação segura que nunca chegou à infraestrutura, e o escudo de calor estava funcionando bem", diz Koenigsmann. Então, a equipe optou por mudar para garantir que não haverá problemas.

A Crew-1 será primeira missão tripulada operacional da SpaceX. A cápsula levará os astronautas Mike Hopkins, Victor Glover and Shannon Walker, todos da NASA, e Soichi Noguchi, da Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA), para uma missão de seis meses no laboratório orbital.

Além disso, o veículo já tem apelido, que foi revelado por Michael Hopkins, o comandante da missão: Resilience ("resiliência"). Ele explicou que este nome reflete não só os desafios que a tripulação ou as equipes da SpaceX e NASA enfrentam, mas sim todo o mundo. "Se você procurar a definição da palavra 'resiliência', ela significa funcionar bem em momentos de estresse ou em eventos adversos. O nome é uma honra às equipes da SpaceX e NASA, além das nossas famílias, colegas, cidadãos, parceiros e líderes, que mostraram as mesmas características nestes momentos difíceis", disse.

O emblema da missão (Imagem:Reprodução/SpaceX)

Esta mensagem também se mostra no simbolismo do emblema da Crew-1: ele mostra a Crew Dragon ilustrada na cabeça de um dragão, e ícones representando o passado e presente dos programas espaciais dos Estados Unidos sem os nomes da tripulação ou bandeiras. “Não é apenas uma conexão para nós quatro; nós realmente sentimos que é uma conexão para todos vocês. Esperamos trazer sorrisos para vocês e esperamos que traga algo positivo para suas vidas. Francamente, esperamos que seja uma inspiração que mostre que quando trabalhamos juntos, não há limites para o que pode ser alcançado”, disse Hopkins.

A SpaceX já está realizando planejamentos com a guarda costeira para garantir segurança adicional na região onde a cápsula irá pousar, tudo para evitar que civis se aproximem — como ocorreu no pouso da cápsula da missão Demo-2, o que pode representar sérios riscos de segurança. O sucesso da missão vai colocar em prática também a transição da NASA de não mais ter naves próprias no transporte de astronautas à ISS, mas sim contratar empresas para voos espaciais comerciais, conforme disse Jim Bridenstine, administrador da agência espacial. "Nós conseguimos ir de voos com veículos espaciais a voos com veículos comerciais, demonstrando que conseguimos reduzir os custos e aumentar o acesso".

Fonte: SpaceDaily, Space.com

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.