SpaceX perde mais um protótipo do foguete Starship em explosão durante testes

Por Daniele Cavalcante | 29 de Maio de 2020 às 17h51
SpaceX
Tudo sobre

SpaceX

Saiba tudo sobre SpaceX

Ver mais

Durante o quarto teste de fogo estático, o protótipo SN4 do foguete Starship, da SpaceX, explodiu em uma gigantesca bola de fogo por volta das 15h50 (horário de Brasília) nesta sexta-feira (29). O teste estava sendo realizado nas instalações da empresa em Boca Chica, sul do Texas.

Esta explosão é mais uma para a coleção de bolas de fogo que encerram abruptamente os testes com o Starship. O protótipo SN1 falhou em um teste criogênico em fevereiro e ficou amassado como uma lata de refrigerante. O SN2, por sua vez, conseguiu superar as dificuldades do anterior, mas o SN3 também foi destruído devido a um erro de configuração do teste.

A princípio, o SN4 pareceu passar no seu quinto teste estático, mas, pouco depois, uma espessa nuvem de gás pôde ser vista vazando da estrutura. Menos de um minuto depois disso, o protótipo e a plataforma de lançamento foram destruídos, deixando apenas destroços. A causa exata da explosão ainda é desconhecida.

Esse teste fracassado ocorreu às vésperas do lançamento histórico que a SpaceX deve realizar com a nave Crew Dragon, enviando astronautas da NASA à Estação Espacial Internacional pela primeira vez. Essa missão deveria ter sido lançada na quarta-feira (27), mas foi adiada em cima da hora devido ao mau tempo. A nova data para o lançamento está marcada para o sábado (30), também pelo foguete Falcon 9, da SpaceX, que já voou mais de 100 vezes.

Já o protótipo SN4 do Starship foi testado com sucesso ainda na quinta-feira (28). A empresa de Elon Musk ligou ontem o motor de combustível líquido criogênico Raptor por um breve período, e testou a ignição por alguns segundos. O protótipo permaneceu preso ao chão e tudo correu bem até então. No mesmo dia, a Federal Aviation Administration (FAA) emitiu uma licença de dois anos testes aéreos do Starship no Texas.

Essa permissão significa que a SpaceX poderá realizar missões de lançamentos de veículos reutilizáveis, ou seja, o protótipo da nave está agora liberado para decolar e pousar na base de Boca Chica. A empresa já realizou testes semelhantes, mas, nas ocasiões, usou o protótipo inicial do veículo, chamado “Starhopper”, que era menor que o Starship e contava com design muito mais rudimentar. Foi basicamente usado para provar as capacidades dos motores Raptor.

Com a licença da FAA obtida, Musk deve levar mais um protótipo para um voo de teste em breve, a uma altitude de cerca de 150 metros, mas ainda sem tripulação a bordo. No entanto, a explosão de hoje deve atrasar um pouco os planos da SpaceX, que ainda precisará construir esse próximo protótipo e passar novamente pelos testes de combustível criogênio e de fogo estático.

A versão final do Starship, quando tudo estiver pronto e certificado, terá 50 metros de altura e poderá acomodar 100 passageiros. O veículo será movido por seis motores Raptor e será lançado por um enorme booster chamado Super Heavy que, sozinho, terá 31 motores Raptor. Tanto o Starship quanto o Super Heavy serão totalmente reutilizáveis, tornando o sistema acessível o suficiente para que a SpaceX realize suas ambições de viajar para a Lua e, depois, a Marte.

Fonte: Space.com, Futurism

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.