Orbitador e rover da missão chinesa Tianwen-1 ficarão "pausados" por 50 dias

Orbitador e rover da missão chinesa Tianwen-1 ficarão "pausados" por 50 dias

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 24 de Agosto de 2021 às 17h00
Reprodução/CNSA/CLEP

O rover Zhurong, da China, pousou em Marte durante o mês de maio e segue em bom estado. Ao longo dos últimos 100 dias de exploração em Utopia Planitia, a maior bacia de impacto do Planeta Vermelho, o rover já percorreu mais de 1 km e deverá continuar trabalhando em suas atividades — mas, segundo informações do site chinês IT Home, elas serão suspensas por aproximadamente 50 dias devido à posição de Marte e do nosso planeta em relação ao Sol. 

A missão Tianwen-1 conta com um rover, lander e um orbitador — este, que ficará sem comunicação com a Terra durante esse período porque, entre o início de setembro e o fim de outubro, Marte e a Terra estarão em lados opostos do Sol, em posições que formam uma linha reta. Assim, a interferência eletromagnética da nossa estrela irá interromper temporariamente as comunicações. 

No esquema acima, Marte aparece ao norte, em vermelho, e a Terra ao sul, em azul; o Sol está ao centro (Imagem: Reprodução/IT Home)

Neste período, a nave e o rover vão entrar em modo de segurança e suas atividades de exploração ficarão suspensas — mas não totalmente, já que o orbitador tem alguns recursos de operação autônoma e poderá passar os 50 dias mantendo suas funções normalmente em uma órbita circular, com a diferença de que não irá se dedicar à missão de explorar Marte. 

Ainda, o orbitador precisará realizar uma checagem geral em seu sistema, seguindo instruções enviadas antecipadamente. Caso alguma falha seja identificada no sistema ou em algum de seus componentes, o problema será isolado e um dispositivo de backup será iniciado. Em paralelo, há também a possibilidade de acontecerem tempestades de areia ao longo desse período, que podem durar dias seguidos. 

(Imagem: Reprodução/CNSA)

A boa notícia é que, caso esses fenômenos aconteçam, o rover Zhurong não deverá ser prejudicado porque foi projetado com material resistente à poeira, e seus painéis solares são capazes de “sacudir” para limpar a superfície de eventuais partículas. Passado esse momento de “pausa”, a missão irá retomar as atividades científicas, realizando sensoriamento remoto para coletar dados da topografia e estrutura geológica de Marte, da composição da superfície e da distribuição dos diferentes tipos de solo. 

Fonte: IT Home

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.