Nova coleção de selos dos EUA celebra o Sol com imagens feitas pela NASA

Por Danielle Cassita | 22 de Janeiro de 2021 às 08h00
Reprodução/USPS/NASA via collectSPACE.com
Tudo sobre

NASA

Saiba tudo sobre NASA

Ver mais

O Serviço Postal dos Estados Unidos (USPS) anunciou uma novidade para o envio de correspondências pelo correio: trata-se da coleção Sun Science, formada por um conjunto de vinte selos com dez imagens do Sol em diferentes comprimentos de onda, para comemorar os estudos da nossa estrela feitos com o satélite Solar Dynamics Observatory (SDO), da NASA.

Os selos do projeto não mostram o Sol nas cores percebidas pelo olho humano, mas sim em colorações de acordo com diferentes comprimentos de onda, que revelam ou até destacam características específicas da atividade solar. As imagens, criadas pelo diretor de arte Antonio Alcalá, foram desenvolvidas com fotos tiradas pela missão SDO e mostram eventos comuns em nossa estrela, como as manchas solares.

Detalhes dos selos com as imagens do Sol em diferentes comprimentos de onda (Imagem: Reprodução/NASA)

Thomas Zurbuchen, administrador associado da diretoria de missões científicas da agência espacial, mostrou-se animado com os novos selos: “coleciono selos durante toda a minha vida e mal posso esperar para ver a ciência da NASA destacada desta forma”; é inspirador poder compartilhar com pessoas de todo o país a importância e a empolgação de estudar o Sol”. Em outras ocasiões, os selos estadunidenses apresentaram homenagens à missão New Horizons, que visitou Plutão, e até ao primeiro pouso humano na Lua, ocorrido com a missão Apollo 11 em 1969 — todos também produzidos por Alcalá.

Como é a estrela mais próxima da Terra, o Sol é a única por perto que os cientistas conseguem estudar detalhadamente, o que o torna uma fonte essencial de dados. Assim, a missão do Solar Dynamics Observatory foi a primeira da agência espacial dedicada ao programa Living with a Star, que tem o objetivo de aumentar a compreensão das causas da variabilidade solar e seus efeitos na Terra por meio de estudos da atmosfera solar — os impactos causados pela atividade solar podem afetar as tecnologias que usamos e os sistemas de comunicação por rádio no espaço.

Conceito do observatório Solar Dynamics Observatory (Imagem: Reprodução/Solar Dynamics Observatory)

Lançado em 2010, o satélite vem trabalhando continuamente em observações do Sol enquanto transmite os dados obtidos para uma estação localizada no Novo México. Ele conta com instrumentos capazes de capturar imagens da nossa estrela em vários comprimentos de onda da luz visível, ultravioleta e extremamente ultravioleta. Assim, ao longo desta década de atividades, o SDO já coletou uma imensidão de imagens do nosso astro e vem ajudando os cientistas a entender seu funcionamento e seu campo magnético.

Fonte: Space.com, NASA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.