NASA restaura um dos instrumentos danificados do Hubble; demais seguem suspensos

NASA restaura um dos instrumentos danificados do Hubble; demais seguem suspensos

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 09 de Novembro de 2021 às 11h55
Reprodução/NASA

No fim de outubro, o telescópio espacial Hubble sofreu uma falha de sincronização em seus sistemas de comunicação. O ocorrido fez com que os sistemas do telescópio entrassem no modo de segurança, de modo que as observações científicas ficaram suspensas enquanto as equipes investigavam o ocorrido. Agora, a NASA conseguiu restaurar um de seus instrumentos, enquanto os demais seguem com problemas.

A agência espacial afirmou que a equipe do telescópio conseguiu recuperar o instrumento Advanced Camera for Surveys (ACS), que já retomou as observações científicas isoladamente. A equipe escolheu o ACS porque este enfrentaria menos complicações no caso de uma possível mensagem de perda. Enquanto isso, os demais instrumentos impactados continuam em modo de segurança.

Desde seu lançamento, o Hubble já fez mais de 1,4 milhão de observações (Imagem: Reprodução/NASA)

Os técnicos continuam trabalhando para retomar as operações dos outros instrumentos, dedicando a última semana à investigação da causa principal do problema de sincronização. Até o momento, eles não identificaram problemas adicionais, mas a equipe continuará em busca de possíveis soluções de curto prazo ainda nesta semana, desenvolvendo também estimativas para a implementação.

Quando isso acontecer, eles irão discutir formas de colocar os demais instrumentos no modo de operação novamente, para retomar as observações científicas do telescópio espacial. Vale lembrar que esta não é a primeira vez que o Hubble deu “sustos” em todos nós. Em 1990, quando foi lançado, o Hubble entrou em órbita com um espelho primário com defeito, consertado por astronautas em 1993. Depois, outras cinco missões de manutenção foram realizadas — a última delas ocorreu em maio de 2009.

Mais recentemente, o telescópio apresentou novas falhas. Em março de 2021, um erro de software resultou em uma nova pausa das observações científicas; já em junho, houve um problema no computador de cargas úteis do Hubble, que fez com que os instrumentos entrassem na configuração de segurança e, assim, a NASA suspendeu as observações. O erro foi corrigido em julho e tanto este quanto os demais sinalizam o tempo de operação avançado do telescópio, que já passa dos 30 anos de atividades.

Fonte: NASA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.