Hubble em apuros! Telescópio entra em modo de segurança e suspende observações

Hubble em apuros! Telescópio entra em modo de segurança e suspende observações

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 26 de Outubro de 2021 às 10h23
Reprodução/NASA

Após alguns problemas técnicos ocorridos no início do ano, o telescópio espacial Hubble voltou a dar “sustos” nas equipes técnicas. De acordo com informações da NASA, publicadas no Twitter nesta segunda-feira (25), o telescópio precisou entrar novamente no modo de segurança e, por enquanto, está com as operações científicas suspensas enquanto as equipes analisam o problema e tentam solucioná-lo.

Segundo a agência espacial, o ocorrido desta vez envolve falhas de sincronização com sistemas de comunicação internos. Por isso, enquanto as equipes investigam o ocorrido, as observações científicas do telescópio ficam suspensas, mas os instrumentos do telescópio seguem em bom estado.  

Este novo incidente ocorre apenas alguns meses após uma falha no computador de carga útil, que fez com que o telescópio fosse forçado a entrar no modo de segurança e permanecer assim durante algumas semanas. Apesar das preocupações relacionadas à idade do hardware do telescópio, os engenheiros conseguiram alternar o sistema para um computador reserva, o que permitiu retomar o trabalho científico. 

Fruto de uma parceria entre a NASA e a Agência Espacial Europeia (ESA), o Hubble foi lançado a bordo do ônibus espacial Discovery em 1990 e segue enviando dados de suas observações à Terra há três décadas. Assim, como os componentes do telescópio já operam há muito tempo, é esperado que problemas técnicos ocorram — e, se esta nova falha for solucionada, é possível que o Hubble siga em ação por mais alguns anos.

A última manutenção do telescópio foi realizada em 2009 e, apesar de não ser possível realizar estes procedimentos novamente, há um trabalho de “passagem de bastão” em andamento — isto inclui o telescópio espacial James Webb, que já chegou à Guiana Francesa e deverá ser lançado em dezembro deste ano, após muito tempo de atraso no cronograma inicial. Quando estiver em operação, o Webb poderá dar continuidade ao trabalho do Hubble com instrumentos muito mais potentes. 

 

Fonte: The Register

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.