Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Sistema estelar é alvo de busca por civilizações alienígenas

Por| Editado por Luciana Zaramela | 06 de Março de 2024 às 16h06

Link copiado!

CC BY-NC-SA 4.0, Thibaut Roger/NCCR PlanetS
CC BY-NC-SA 4.0, Thibaut Roger/NCCR PlanetS

Há algum tempo, o sistema estelar HD 110067 chamou a atenção dos astrônomos por ter exoplanetas em ressonâncias orbitais perfeitas. Agora, um novo estudo argumenta que esse equilíbrio pode proporcionar condições de habitabilidade.

Localizada a cerca de 100 anos-luz de distância da Terra, a estrela HD 110067 é uma anã laranja, ou seja, um pouco mais fria que o nosso Sol e com 80% da massa solar. São seis planetas em sua órbita, todos em uma rara e perfeita ressonância que fornece estabilidade inalterada desde a formação do sistema.

Os cientistas do Instituto SETI, dedicado à busca por vida alienígena tecnologicamente desenvolvida, acreditam que essa estabilidade pode fornecer condições favoráveis para o surgimento da vida.

Continua após a publicidade

Planetas habitáveis

Para que seja habitável, ao menos para a vida tal como a conhecemos, um planeta precisa ter água no estado líquido. Isso ocorre apenas em mundos a uma distância específica de sua estrela; portanto, este mundo não deve estar nem muito próximo dela, nem muito afastado.

Essa faixa orbital em um sistema onde a água líquida pode existir é chamada de zona habitável. Em nosso Sistema Solar, a zona habitável abrange as órbitas de Vênus, Terra e Marte.

Contudo, nenhum dos planetas em HD 110067 está na zona habitável da estrela, segundo a NASA. Ainda assim, os autores do novo estudo argumentam que a grande quantidade de mundos por lá pode ser realmente interessante na busca por formas de vida tecnologicamente avançadas.

Pode ser que essa estrela abrigue mais planetas além dos seis já identificados, mas todos os que foram descobertos são gigantes gasosos com duas a três vezes o tamanho da Terra. Suas órbitas variam entre 9 e 54 dias, ficando mais próximos de sua estrela do que Vênus está do Sol.

Segundo o artigo, caso haja alguma civilização em qualquer planeta não detectado na zona habitável da estrela, a tecnologia alienígena pode ter se espalhado por algum desses planetas observados assim como nós, terráqueos, enviamos espaçonaves a outros mundos do Sistema Solar.

A pesquisa foi publicada na Research Notes da American Astronomical Society.

Continua após a publicidade

Fonte: RNAAS, ScienceAlert