Módulo russo Pirs deixa a Estação Espacial Internacional após 20 anos de uso

Módulo russo Pirs deixa a Estação Espacial Internacional após 20 anos de uso

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 26 de Julho de 2021 às 10h10
Space_Station/Twitter

Após quase 20 anos de funcionamento como porta de acoplagem e trava de ar, o módulo russo Pirs finalmente deixou a Estação Espacial Internacional (ISS). Nesta segunda-feira (26), a nave cargueira Progress MS-16 o desacoplou da estação, levando-o para a reentrada na atmosfera terrestre para queimar em segurança. Agora, ele abre caminho para o novo módulo russo Nauka, lançado na semana passada. 

A nave Progress MS-16 se acoplou ao Pirs em fevereiro e, em junho, os cosmonautas Oleg Novitskiy e Pyotr Dubrov realizaram uma caminhada espacial para prepará-lo para o descarte. Após realizar esses procedimentos, os oficiais russos precisaram esperar somente o lançamento do módulo Nauka, que foi lançado recentemente e deverá alcançar a estação na próxima quinta-feira (26). Depois, o Nauka irá ocupar a porta liberada pelo Pirs. 

O módulo Nauka (Imagem: Reprodução/Roscosmos)

Agora que o novo módulo está a caminho, o centro de controle da missão na Rússia autorizou a despressurização do sistema de acoplagem, o qual conecta o Pirs ao módulo Zvezda, para prepará-lo para retornar à Terra. Após desacoplar o Pirs, a nave Progress MS-16 ativou seus propulsores a uma distância segura da estação, para levá-lo à atmosfera terrestre. Assim, o módulo foi guiado para realizar uma reentrada destrutiva na atmosfera terrestre a cerca de uma hora após deixar o laboratório orbital.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Segundo informações da Roscosmos, a agência espacial russa, qualquer detrito que possa resistir à reentrada deverá cair em segurança em uma região remota no Oceano Pacífico, ainda nesta segunda-feira (26). Depois, para os próximos passos, a equipe em solo deverá realizar uma longa inspeção da porta de acoplagem do módulo Zvezda ainda hoje, para garantir que não há detritos ou algum tipo de obstrução no mecanismo de acoplagem dele. 

O módulo Pirs foi lançado rumo à ISS em setembro de 2001, com um foguete Soyuz. Depois, uma nave Progress modificada o levou até a estação, para acoplá-lo à porta do módulo Zvezda, que o deixou voltado para a Terra. Ao longo de seus quase 20 anos de operação, o Pirs deu suporte a mais de 50 caminhadas espaciais e serviu também como porta de acoplagem para naves Soyuz e Progress, que levaram tripulantes e cargas para o laboratório orbital.

Fonte: SpaceflightNow

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.