Publicidade

Lançamento da missão privada Polaris Dawn deve ser adiado outra vez

Por| Editado por Patricia Gnipper | 23 de Agosto de 2023 às 13h35

Link copiado!

Polaris Program
Polaris Program
Tudo sobre SpaceX

A Polaris Dawn, a primeira missão do programa Polaris, deve ser lançada somente no ano que vem. É o que sugeriu o bilionário e empresário Jared Isaacman em uma entrevista, na qual trouxe atualizações sobre a situação da missão que vai levar ele e mais três tripulantes à órbita baixa da Terra.

Ele ressaltou que os preparativos continuam, e que ainda esperam que o lançamento aconteça no fim do ano. “Mas eu suspeito que, provavelmente, vai ser adiado para o começo do ano que vem”, observou ele.

Anunciada em 2022 pela SpaceX e por Isaacman, o plano original era que a missão Polaris Dawn fosse lançada naquele ano. Entretanto, ela foi adiada para 2023 por fatores diversos, como o treinamento da tripulação e outras missões com naves Crew Dragon.

Continua após a publicidade

Segundo Isaacman, os adiamentos têm relação com o desenvolvimento de um novo traje espacial, que vai ser necessário para a caminhada espacial da missão. “Estamos muito animados, porque o traje que estamos testando, a evolução dele pode um dia ser vestida pelas pessoas que estiverem andando na Lua ou em Marte”, sugeriu.

A Polaris Dawn é a primeira missão de uma série de três delas, levando a tripulação a bordo de uma nave Crew Dragon, da SpaceX. Se a missão realmente acabar adiada para 2024, é possível que demore ainda mais para o lançamento acontecer.

É que o ano que vem promete ser bastante agitado para as missões espaciais: a terceira missão privada da Axiom Space à Estação Espacial Internacional deve ser lançada em janeiro, e em seguida, vai ser a vez da Crew-8 partir rumo ao laboratório orbital.

Continua após a publicidade

Como ambas vão usar naves Crew Dragon, a disponibilidade das cápsulas e de outros recursos necessários pode significar ainda mais atrasos para o lançamento da Polaris Dawn. Resta aguardar para sabermos se vai haver mais mudanças no cronograma.

Fonte: SpaceNews