Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

"Lagos" sob gelo no polo sul em Marte podem realmente ter água líquida

Por| Editado por Patricia Gnipper | 03 de Outubro de 2022 às 13h10

Link copiado!

NASA/JPL/Malin Space Science Systems
NASA/JPL/Malin Space Science Systems

Uma equipe liderada por pesquisadores da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, encontrou novas evidências de água líquida sob a calota de gelo no polo sul de Marte, sugerindo que nosso vizinho seja geotermicamente ativo. A descoberta é resultado de análises da área com uma nova técnica, cujos resultados levaram a equipe a concluir que a presença da água líquida naquela região do Planeta Vermelho é a explicação mais provável para as observações.

As primeiras indicações da possível existência de água líquida ali surgiram em 2018, quando dados de radar do orbitador Mars Express mostraram que a calota congelada ali poderia cobrir uma reserva subterrânea de água líquida. Nem todos os cientistas se convenceram da existência de água na época, e estudos posteriores sugeriram que, na verdade, poderiam existir materiais diferentes ali, como camadas rochosas ou argila congelada.

Agora, a equipe investigou Ultimis Scopili, a região coberta por gelo, com medidas de laser-altímetro da sonda Mars Global Surveyor, da NASA. Com estes dados, eles mapearam a topografia da parte superior da camada congelada, e descobriram padrões discretos de diferenças de altitude correspondentes às previsões de modelos computacionais, que indicavam como massas d’água sob o gelo afetariam a superfície.

Continua após a publicidade

Eles decidiram estudar a forma da calota congelada como uma linha independente de evidências, que poderia confirmar (ou não) os dados de radar, porque o fenômeno de como o gelo é afetado por água abaixo dele já foi observado em lagos subglaciais na Terra. No caso, os autores descobriram uma ondulação no gelo, se estendendo de 10 a 15 km, cuja escala e forma dela são semelhantes àquelas encontradas no gelo que cobre lagos subglaciais na Terra.

Existe água sob o gelo do polo sul de Marte?

Para descobrir se a ondulação na superfície poderia realmente ser o resultado de água abaixo da calota, a equipe simulou como o fluxo de gelo se adaptava a condições específicas em Marte. Os resultados das simulações mostraram que os modelos computacionais da superfície do gelo eram parecidos em tamanho e forma, quando comparados às formações observadas da calota congelada ao sul de Marte.

Neil Arnold, professor da universidade, acredita que os resultados reforçam a existência de água subterrânea em Marte. “A combinação das novas evidências topográficas, os resultados do nosso modelo computacional e os dados de radar tornam muito mais provável que pelo menos uma área de água líquida subglacial exista em Marte, e que o planeta deve ainda ser geotermicamente ativo para manter esta água em estado líquido”, disse.

Com a atividade do magma ocorrida em um período relativamente recente na subsuperfície marciana, pode ter ocorrido um aumento no aquecimento geotérmico, necessário para manter a água no estado líquido. “É incrível usar estas técnicas para descobrir coisas sobre outros planetas, além do nosso”, acrescentou ele, em referência às técnicas semelhantes usadas para estudos na Terra.

O artigo com os resultados do estudo foi publicado na revista Nature Astronomy.

Continua após a publicidade

Fonte: Nature Astronomy; Via: Cambridge University