Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Japão avança na missão de pousar uma sonda em Fobos, lua de Marte

Por| 22 de Fevereiro de 2020 às 16h30

Link copiado!

Japão avança na missão de pousar uma sonda em Fobos, lua de Marte
Japão avança na missão de pousar uma sonda em Fobos, lua de Marte

A agência espacial japonesa JAXA avançou em seus planos de enviar uma missão para investigar as luas marcianas Fobos e Deimos, incluindo uma sonda que vai coletar amostras para trazer à Terra. O plano detalhado foi enviado ministério da ciência do Japão na quarta-feira (19).

Em sua conta oficial no Twitter, a missão Martian Moons Exploration (MMX) anunciou que havia avançado para a fase de "desenvolvimento" das operações. A agência espacial estimou que o custo total da missão seria de US$ 417 milhões. O lançamento deve acontecer em 2024 em um novo foguete construído pela Mitsubishi Heavy Industries, chamado H-3.

Se os prazos atuais forem cumpridos, a sonda MMX entrará na órbita marciana em 2025 e retornará à Terra em 2029. A lua escolhida para receber a sonda é Fobos, a maior e com atração gravitacional mais intensa. Ainda assim, é um pequeno pedaço de rocha com apenas 23 km de diâmetro, o que exigirá muito da experiência dos japoneses para operar a sonda por lá.

Continua após a publicidade

O sucesso da missão Hayabusa-2, no entanto, mostra que a JAXA está preparada para uma nova missão desse tipo - a Hayabusa-2 conseguiu coletar material da superfície do asteroide Ryugu e deve voltar à Terra com as amostras no final deste ano. Agora, o Japão será o primeiro país a enviar uma missão especificamente para investigar as duas luas de Marte, o que ajudará os cientistas a entender melhor a formação de planetas rochosos.

Também será uma missão importante para entender se Fobos e Deimos são asteroides capturados pela gravidade do Planeta Vermelho, ou fragmentos de Marte ejetados durante algum impacto antigo - como é o caso da formação da nossa Lua, por exemplo.

Além disso, conhecer detalhes da superfície de Fobos pode ser fundamental. É que as missões humanas em Marte podem ter seus primeiros pousos lá, e não na superfície marciana propriamente dita. Isso porque a Fobos tem uma gravidade muito menor, então será mais fácil para os astronautas saírem de Fobos para voltar à Terra do que se estiverem na superfície de Marte. Só depois de retornarem com sucesso dessas primeiras missões os astronautas estariam prontos para pousar em Marte.

Fonte: Ars Technica