Publicidade

Índia quer levar astronautas à Lua em 2040

Por| Editado por Patricia Gnipper | 17 de Outubro de 2023 às 18h29

Link copiado!

Tumisu/Pixabay
Tumisu/Pixabay

Os próximos anos vão ser agitados para o programa espacial da Índia. Segundo um comunicado publicado nesta terça-feira (17), o país planeja construir a Estação Bharatiya Antariksha, sua própria estação espacial ao redor da Terra, em 2035, e quer também pousar seus astronautas na Lua em 2040. Além disso, a Índia deve também começar a preparar novas missões planetárias.

As novidades vêm após uma reunião liderada pelo primeiro-ministro Narendra Modi, na qual os presentes analisaram o progresso do programa tripulado Gaganyaan. A iniciativa tem o objetivo de realizar uma missão de demonstração levando três astronautas ao espaço, mas sofreu atrasos em função da pandemia do novo coronavírus.

“O primeiro-ministro determinou que a Índia deve mirar em metas novas e ambiciosas, incluindo a preparação da Estação Bharatiya Antariksha em 2035 e o envio do primeiro indiano à Lua até 2040”, declarou o governo indiano. O país está trabalhando para desenvolver seus recursos de voos espaciais independentes, e quer lançar seu primeiro voo espacial tripulado em 2025.

Continua após a publicidade

Para isso, a agência espacial indiana ISRO está se preparando para a Missão 1 de Abortamento do Veículo de Teste de Voo (ou TV-D1, na sigla em inglês), com lançamento previsto para este mês. Trata-se de um voo não tripulado e de curta duração que vai testar o Sistema de Escape da Tripulação, separando o módulo da tripulação do estágio de um veículo de testes. Depois, o módulo vai descer ao mar com a ajuda de paraquedas.

Os planos da Índia não param por aí. Segundo o comunicado, o Departamento de Espaço vai desenvolver um plano para a exploração lunar, que vai incluir uma série de missões Chandrayaan, o desenvolvimento do foguete Next Generation Launch Vehicle (NGLV), a construção de uma nova plataforma de lançamentos e mais.

Continua após a publicidade

Por fim, o primeiro-ministro solicitou também que os cientistas indianos trabalhem em novas missões a Vênus e Marte. A Índia lançou a Mars Orbiter Mission (MOM), sua primeira missão interplanetária, com destino a Marte em 2013. Ela entrou na órbita do planeta em 2014 e passou quase oito anos em operação, mas não proporcionou muitos dados científicos.

Fonte: Government of India