Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Exploração espacial: por que é tão difícil levar astronautas para Marte

Por| Editado por Luciana Zaramela | 02 de Fevereiro de 2024 às 17h19

Link copiado!

Nicolas Lobos / Unsplash
Nicolas Lobos / Unsplash

Ainda vai demorar até a NASA enviar os primeiros humanos a Marte — se tudo correr conforme o esperado, a agência espacial pode levar astronautas para o Planeta Vermelho em 2040. Mas, afinal, será que realmente deveríamos levar humanos para lá? É o que Jordan Bretzfelder, bolsista de pós-doutorado no Departamento de Ciências da Terra, Planetárias e Espaciais da Universidade da Califórnia, Los Angeles (UCLA), analisou, considerando os diferentes desafios da empreitada.

Para ela, vale a pena levar humanos para Marte devido ao grande valor para a exploração científica por lá, quando comparada àquela feita por robôs. “Humanos podem tomar decisões rápidas sobre amostragem e coleta de dados, e podem se mover ao redor de certos obstáculos e terrenos com mais facilidade e liberdade que vários tipos de veículos robóticos”, ressaltou.

Continua após a publicidade

Faz mais de 60 anos que a humanidade envia robôs para o planeta — foi em 1970 que a NASA lançou os landers Viking 1 e 2 para lá, os primeiros módulos de pouso norte-americanos já lançados ao Planeta Vermelho. Muitas destas missões seguem ativas, enviando dados detalhados e nos ensinando cada vez mais sobre este mundo.  

Por outro lado, uma missão tripulada poderia proporcionar lições valiosas sobre como viver e se manter em Marte. Jordan recorda os benefícios das missões tripuladas do programa Apollo, nos “casos em que certas rochas cientificamente valiosas foram coletadas graças ao raciocínio rápido e ao julgamento dos astronautas.”. 

Humanos em Marte

Entretanto, manter astronautas vivos e seguros em uma superfície planetária tão distante e complexa não é fácil. “Ainda, a possibilidade de introduzir acidentalmente micróbios terrestres em Marte é um risco potencial”, observou. Em 2022, a NASA discutiu algumas das medidas de segurança que vão ser adotadas para evitar contaminação das amostras marcianas que devem ser trazidas à Terra. 

E, afinal, onde estes astronautas viveriam? Uma possibilidade é algum habitat em tubos de lava sob a superfície marciana, que os protegeria da radiação solar — mas instalações do tipo poderiam prejudicar a comunicação com a Terra mesmo que houvesse instalações em solo. Por isso, Bretzfelder acredita que o ideal seriam instalações acima da superfície, como aquelas que devem ser usadas na Lua durante o programa Artemis

É certo que são vários os desafios para enviar humanos a Marte, e para ela, este é o melhor momento para se pensar nestas perguntas e em suas respostas. "É um momento empolgante poder considerar seriamente esse tipo de exploração e, ao retornarmos à Lua, provavelmente vamos aprender lições valiosas para possibilitar a exploração humana de Marte", finalizou Bretzfelder.

Fonte: Universe Today