Exoplaneta quente com o tamanho da Terra é descoberto a 51,6 anos-luz

Exoplaneta quente com o tamanho da Terra é descoberto a 51,6 anos-luz

Por Wyllian Torres | Editado por Patrícia Gnipper | 11 de Fevereiro de 2022 às 09h29
NASA

Um exoplaneta quente com o tamanho da Terra foi descoberto orbitando uma estrela anã a 51,6 anos-luz de distância do Sol. A equipe astrônomos, liderada para University of Heidelberg, detectou o mundo alienígena através do telescópio espacial TESS (Transiting Exoplanet Survey Satellite), da NASA.

Enquanto orbita a Terra, o telescópio TESS se concentra nas 200 mil estrelas mais brilhantes próximas ao Sol para encontrar exoplanetas através do método do trânsito. Ele já identificou mais de 5 mil candidatos, dentre os quais 180 foram confirmados como mundos.

O método do trânsito identifica uma planeta quando ele passa em frente a uma estrela, reduzindo seu brilho aparente (IMagem: Reprodução/Goddard Space Flight Center/NASA)

Recentemente, o grupo de astrônomos identificou um possível candidato ao notarem um sinal de trânsito na curva de luz de uma estrela anã M chamada GJ 3929. Isso ocorre quando um planeta passa em frente a estrela em relação ao observador, reduzindo levemente o brilho dela — o chamado método do trânsito.

Em seguida, a equipe confirmou a natureza do objetivo com observações de acompanhamento através do espectrógrafo CARMENES, instalado no telescópio de 3,5 metros do Observatório Calar Alto, na Espanha.

Exoplaneta com tamanho da Terra

Nomeado de GJ 3929 b, o exoplaneta tem 1,15 vez o raio da Terra e uma massa aproximada de 1,21 vez a massa terrestre. Ele orbita sua estrela a cada 2,61 dias a uma distância de 0,0026 unidade astronômica (uma unidade astronômica é distância média entre a Terra e o Sol).

O exoplaneta GJ 3929 b fica a 51,6 anos-luz de distância da Terra (Imagem: Reprodução/ J. Kemer et al.)

O que mais chamou atenção foi a temperatura média do planeta, estimada em 295,85 °C. Com uma alta temperatura, o GJ 3929 b é um dos principais candidatos para observações mais aprofundadas como o Telescópio Espacial James Webb, lançado em dezembro do ano passado. Ao analisar sua atmosfera, será possível obter informações cruciais sobre sua composição.

A estrela que hospeda esse mundo é três vezes menor e menos massiva que o Sol e completa uma rotação a cada 122 dias, com cerca de 0,011 de da luminosidade solar e temperatura de 3.095,85 °C. No entanto, os pesquisadores acreditam que ao menos mais um exoplaneta de massa subnetuniana esteja orbitando essa mesma estrela, mas apenas novas pesquisas e acompanhamentos poderão confirmar ou não a sua existência.

A descoberta foi apresentada no repositório arXiv.

Fonte: arXiv, Via Phys.org

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.