Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Destaque da NASA: Terra e Lua vistas de longe na foto astronômica do dia

Por| Editado por Patricia Gnipper | 24 de Janeiro de 2024 às 12h53

Link copiado!

NASA, Artemis I/Andy Saunders
NASA, Artemis I/Andy Saunders

Já se perguntou como seria ver a Terra e a Lua de longe? Se sim, a foto destacada pela NASA nesta quarta-feira (24) no site Astronomy Picture of the Day pode te ajudar. A imagem foi capturada em 2022 pelas câmeras da cápsula Órion durante a missão Artemis I, e mostra nosso planeta e a Lua em meio à escuridão do espaço. 

Enquanto a cápsula Órion viajava ao redor da Lua, ela voltou suas câmeras para a Terra e fez o registro. Embora a dupla de astros seja fotografada frequentemente, a perspectiva da nova imagem é pouco comum. 

Continua após a publicidade

A Terra tem diâmetro de aproximadamente 12.800 km, e a Lua, de 3.500 km; portanto, nosso satélite natural é quase quatro vezes menor que nosso planeta. Mesmo assim, ambas parecem ter tamanho parecido na foto porque, quando o registro foi feito, a Órion estava mais perto da Lua que da Terra. 

No momento, a NASA vem se preparando para lançar a Artemis II em 2025. Esta missão vai ser parecida com sua antecessora, levando novamente a cápsula Órion à órbita da Lua — mas, desta vez, vai haver quatro astronautas a bordo da espaçonave.

Curiosidades sobre a Lua

Nossa Lua é o objeto de mais fácil identificação no céu noturno. Ela é maior que Plutão e fica em média a 382.500 km da Terra — para entender melhor, considere que a distância é suficiente para posicionar no caminho 30 planetas como o nosso.

Continua após a publicidade

Na foto, a Lua aparece com cor cinzenta; mas, quando a observamos, sua superfície pode parecer ter cores como branco e, às vezes, amarelo. É que, ao vê-la a partir da Terra, as partículas atmosféricas dispersam alguns comprimentos de onda da luz e permite que outros atravessem, causando estas aparentes variações na cor. Por isso, as fotos tiradas do espaço são aquelas que capturam as cores da Lua com maior precisão. 

Os diferentes tons na superfície lunar indicam a composição presente ali. Por exemplo: muito do cinza vem do oxigênio, silício, magnésio, ferro presentes por lá; já as áreas mais escuras os chamados mares lunares, e são formadas pela lava expelida por antigas erupções vulcânicas.

Fonte: APOD