Constelação de satélites da OneWeb terá 85% componentes a menos que apresentado

Constelação de satélites da OneWeb terá 85% componentes a menos que apresentado

Por Danielle Cassita | 14 de Janeiro de 2021 às 20h20
OneWeb

A OneWeb, empresa que vem trabalhando na implementação de uma constelação de satélites para fornecer internet para todo o mundo, irá reduzir a quantidade de componentes da rede. Em 12 de janeiro, a empresa protocolou com a Federal Communications Commission (FCC) uma solicitação de permissão para alterar o documento apresentado em maio, que solicitava o lançamento de quase 50 mil satélites; agora, a empresa propõe lançar 6.372 deles.

De acordo com um comunicado publicado no site da OneWeb, a solidificação na constelação demonstra o compromisso e visão dos novos donos da empresa, do governo do Reino Unido e da operadora indiana Bharti Global, “que estão dedicados à implementação de uma rede de satélites efetiva, responsiva e inovadora para a entrega de banda larga global”. Inicialmente, a proposta desta etapa contava com um sistema com 32 planos de 720 satélites com inclinação de 40º, outro com inclinação de 55º e, por fim, 36 planos de 49 satélites cada, com inclinação de 87,9º.

Com o sistema revisado, a quantidade de planos orbitais e arranjo não foram alterados (Imagem: Reprodução/OneWeb)

Nesta proposta, haveria um total de 47.844 satélites em órbitas acima de 1.200 km de altitude, que completariam a constelação de cerca de 650 deles que já estão em implementação. Agora, com a revisão do sistema, os planos orbitais e a organização foram mantidos, mas o sistema terá apenas 6.372 satélites. “Esperamos que o plano de lançamento revisto para a constelação da Fase 2 permita alcançar uso superior por meio da eficiência espectral, enquanto reduz exigências e mantém a visão de ‘Espaço Responsável da OneWeb”, declarou a empresa no documento apresentado à FCC.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Mesmo com essa diminuição de mais de 85% dos satélites, a empresa pediu à FCC que considere a ementa como algo mínimo sob as regras vigentes para definir a prioridade para aplicações variadas. Além disso, também não está claro o quão possível seria, de fato, o lançamento dos 48 mil satélites propostos inicialmente. No início do ano passado, pouco após lançar 34 novos satélites, a OneWeb entrou com pedido de falência para tentar proteger os negócios da empresa durante a recuperação financeira pela qual iria passar. Já no fim de 2020, a empresa foi comprada pelo governo britânico e Bharti Global para que o projeto pudesse continuar. O lançamento do sistema foi retomado em dezembro, sob a nova gestão.

A OneWeb não está, de forma alguma, sozinha na empreitada de fornecer internet de alta velocidade para o mundo todo, mesmo em localizações remotas — a empresa concorre com o projeto Kuiper, da Amazon, e com os satélites Starlink, da SpaceX.

Fonte: SpaceNews

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.