Chang'e 5 encontra nave na órbita da Lua e se prepara para voltar à Terra

Chang'e 5 encontra nave na órbita da Lua e se prepara para voltar à Terra

Por Patrícia Gnipper | 06 de Dezembro de 2020 às 09h00
Xinhua/Jin Liwang

O sucesso da missão chinesa Chang'e 5 continua: depois de decolar no dia 23 de novembro e pousar na Lua no dia 1º de dezembro, a sonda rapidamente coletou amostras do regolito lunar e, no dia 3, partiu da superfície para se encontrar com um módulo orbital — o que acaba de acontecer, de acordo com o noticiário chinês.

O acoplamento foi bem-sucedido neste sábado (5), e não foi necessário haver nenhum tipo de assistência externa por meio de satélites de navegação. A sonda entregou a cápsula contendo as amostras lunares em um contêiner selado, onde há cerca de dois quilos de rochas da Lua e poeira de sua superfície, segundo a agência espacial chinesa CNSA.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Essa foi a primeira vez que aconteceu um encontro automatizado com acoplamento de espaçonaves na órbita lunar — todas as demais atividades do tipo não foram realizadas de maneira autônoma. Por sinal, a última vez em que dois componentes de uma espaçonave se acoplaram na órbita da Lua foi em 1972, quando a Apollo 17 (a última do programa lunar da NASA) fez o procedimento controlado por astronautas.

Os próximos passos da Chang'e 5 envolvem a separação da nave orbital com a cápsula de reentrada, esta que voará na direção da Terra para reentrar em nossa atmosfera. O local previsto para o pouso fica na Mongólia Interior, no Norte da China, o que deve acontecer no dia 16 ou 17 de dezembro, de acordo com o cronograma atual.

Se a Chang'e 5 continuar o sucesso que vem mostrando até então, a China se tornará a terceira nação a trazer amostras da Lua para o nosso planeta, depois de os estadunidenses e os soviéticos terem feito o mesmo entre os anos 1960 e 1970.

Fonte: Moon Daily

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.