Aurora extremamente brilhante é fotografada por astronauta na ISS; veja!

Aurora extremamente brilhante é fotografada por astronauta na ISS; veja!

Por Wyllian Torres | Editado por Patrícia Gnipper | 28 de Setembro de 2021 às 10h27
ESA/NASA/T. Pesquet

Desde quando chegou à Estação Espacial Internacional (ISS), no final de abril deste ano, o astronauta Thomas Pesquet, da Agência Espacial Europeia (ESA), tem compartilhado incríveis registros da Terra vista do espaço. Na foto mais recente, ele mostra a impressionante beleza da aurora brilhando como nunca acima da atmosfera terrestre, observada a cerca de 408 km de altitude.

A imagem foi registrada no último dia 20 de agosto. Nela, é possível observar “fitas” em verde brilhante serpenteando a atmosfera da Terra, formando uma espécie de arco, que, próximo ao horizonte, desaparece em uma luz vermelha. Em seu Twitter, Pesquet destacou que essa aurora era especial por ser muito brilhante. “É a Lua cheia iluminando o lado sombrio da Terra quase como a luz do dia", acrescentou.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

No entanto, o astronauta não especificou se a aurora da imagem era uma boreal, quando ocorre próxima ao Polo Norte, ou austral, quando está próxima ao Polo Sul da Terra. O cenário logo abaixo encoberto por nuvens não revela muitas pistas sobre a localização.

A aurora é um fenômeno gerado pela interação das partículas carregadas vindas do Sol com a atmosfera do planeta. Tais partículas são direcionadas aos polos por conta do campo magnético da Terra e, então, elas interagem com os gases da atmosfera, dando origem ao espetáculo de luzes. Quando os ventos solares são mais intensos, mais marcantes são as auroras.

Aurora boreal (Imagem: Reprodução/Matt Houghton/Unsplash)

A partir da órbita da Terra é fácil observar o fenômeno. Os quatro tripulantes da primeira missão totalmente civil, a Inspiration4, tiveram a oportunidade de contemplar a aurora enquanto orbitavam o planeta durante cerca de três dias. O comandante da missão, Jared Isaacman, comentou com Pesquet que sua tripulação também viu aquelas luzes, mas não tão intensas como no registro do astronauta europeu. A astronauta Megan McArthur, comapanheira de tripulação de Pesquet, disse que ficou deslumbrada com as luzes polares. “Foi hipnotizante ver com meus próprios olhos", ressaltou.

Fonte: ScienceAlert

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.