Astronauta japonês na ISS conversa com Marcos Pontes e manda recado ao Brasil

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 06 de Abril de 2021 às 18h40
Japan House/YouTube

Soichi Noguchi, astronauta da agência espacial japonesa JAXA, está a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS) desde novembro do ano passado. Noguchi é um dos quatro tripulantes da missão Crew-1 e, para dar início aos eventos da Semana Espacial Brasil-Japão, ele gravou um vídeo em que conversa com o público brasileiro e com Marcos Pontes, nosso atual ministro da ciência e tecnologia.

Noguchi viajou para a ISS junto dos astronautas Mike Hopkins, Victor Glover e Shannon Walker, da NASA, naquela que foi a primeira missão totalmente operacional proporcionada pela parceria entre a agência espacial norte-americana e a SpaceX. Desde então, os tripulantes da Crew-1 vêm realizando diversos experimentos e outras atividades no ambiente de microgravidade do laboratório orbital, e devem retornar para a Terra no final de abril ou início de maio.

Agora, para celebrar o Dia Mundial da Astronomia, comemorado no dia 8 de abril, a Japan House São Paulo, o Consulado Geral do Japão em São Paulo e a Embaixada do Japão no Brasil estão realizando uma semana de eventos relacionados à astronomia. Assim, para marcar a abertura das atividades, Noguchi enviou uma mensagem para os brasileiros e para Marcos Pontes.

O recado de Soichi Noguchi para os brasileiros

(Imagem: Reprodução/Japan House/YouTube)

No vídeo de cerca de dois minutos de duração, Noguchi comentou que treinou com o “amigo Pontes” em 1998, em referência ao período de treinamento na NASA pelo qual passou junto do ministro. Ele comentou também que espera que a amizade de ambos ajude a promover ainda mais a cooperação entre o Brasil e o Japão no futuro, sendo que os dois países têm uma intensa relação de amizade que já chega aos 125 anos de diplomacia.

O astronauta comentou também que, embora o Brasil e Japão pareçam distantes por estarem em lados opostos do planeta, ele sente que as nações estão muito próximas uma da outra quando as vê do espaço. Por fim, Noguchi também falou sobre o apelido “Resilience” ("resiliência"), que a tripulação escolheu para a nave Crew Dragon: “escolhemos esse nome porque a palavra significa ‘o poder para se recuperar das dificuldades”, explicou.

Noguchi reforçou que, diante do sofrimento causado pela pandemia do novo coronavírus, eles esperam ser a força para que o mundo possa se restabelecer. Ele encerrou o recado abordando os desafios que o Brasil vem enfrentando, e mencionou também aqueles que ele próprio enfrenta no espaço enquanto astronauta. Por fim, Noguchi propôs que o Brasil tente enfrentar mais um novo desafio.

Alguns comentários do ministro Marcos Pontes

(Imagem: Reprodução/Japan House/YouTube)

Após a fala de Soichi, Marcos Pontes parabenizou o trabalho que vem sendo realizado na ISS, recordando brevemente o período em que treinaram juntos: “confesso que tenho uma saudade enorme do nosso tempo trabalhando no programa espacial”, comentou, respondendo o amigo. Pontes reforçou que isso é bastante inspirador para os jovens, e que, atualmente, o Brasil possui milhares de jovens que sonham com futuras carreiras como astronautas e com trabalhos que podem realizar na ISS.

O ministro destacou também como o trabalho realizado por Noguchi na ISS é mais uma forma de inspirar estes e tantos outros interessados pela área. Por fim, Pontes ressaltou o interesse e dedicação que o Brasil tem para manter e ampliar a cooperação para a formação de cientistas, além da realização de pesquisas e desenvolvimento de tecnologias em parceria entre o Brasil e o Japão.

Agência Espacial Brasileira e Embaixador do Japão no Brasil também se manifestam

Michele Melo, representando a Agência Espacial Brasileira, parabenizou os profissionais da área pelo Dia Mundial da Astronomia, e destacou o longo histórico de cooperação entre o Brasil e o Japão quando o assunto é o setor espacial. Ela comentou que, atualmente, existem planos para o desenvolvimento de atividades científicas relacionadas à educação, e que a cooperação entre os dois países será aprofundada por meio de projetos e parcerias.

Já Akira Yamada, embaixador do Japão no Brasil, destacou o trabalho conjunto de Noguchi e Pontes quando estiveram no programa de treinamento da NASA, que resultou na mensagem levada ao povo brasileiro, e como a amizade de ambos representa também a relação do Brasil com o Japão. Ele incentivou que o Japão e o Brasil continuem promovendo a cooperação na ciência e tecnologia, e que a parceria espacial possa aprofundar ainda mais os laços entre os dois países.

(Imagem: Reprodução/Japan House/YouTube)

O embaixador também abordou o engajamento do Japão com a exploração espacial: o primeiro satélite japonês foi lançado em 1970 e, desde então, o país segue há meio século dedicando esforços à exploração espacial. Para isso, o Japão já lançou satélites diversos, que contribuíram para solucionar problemas que não se restringem apenas ao território japonês, mas que envolvem todo o mundo.

Entre os destaques das empreitadas espaciais nipônicas, ele destacou o retorno da missão Hayabusa-2, que coletou amostras da superfície do asteroide Ryugu e trouxe o material para a Terra em dezembro do ano passado. Além disso, entre as ações de cooperação feitas entre o Brasil e o Japão, está o nanossatélite AESP 14, que foi lançado do módulo experimental japonês Kibo, na ISS.

Abaixo, você confere o pronunciamento completo de Soichi Noguchi e dos demais participantes da abertura do evento:

Fonte: Japan House

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.