Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Asteroide se aproxima e fica mais perto da Terra que a Lua no sábado (27)

Por| Editado por Patricia Gnipper | 26 de Janeiro de 2024 às 12h36

Link copiado!

urikyo33/Pixabay
urikyo33/Pixabay

O asteroide 2024 DJ vai passar perto da Terra no sábado (27). Durante a aproximação máxima, a rocha espacial vai ficar a apenas 354 mil km de nós, distância equivalente a 92% da média daquela que separa a Lua e nosso planeta. Vale lembrar que a passagem do objeto não nos oferece riscos. 

Os membros do projeto Virtual Telescope tiraram uma foto da rocha espacial quando estava a um milhão de quilômetros de nós. “O telescópio monitorou o movimento aparente do asteroide, então ele se parece com um ponto nítido de luz indicado por uma seta branca, enquanto as estrelas deixaram rastros brilhantes no fundo”, escreveu Gianluca Masi, coordenador do projeto.

Continua após a publicidade

Segundo ele, o asteroide foi identificado em 17 de janeiro por meio do levantamento Mount Lemmon Survey. O asteroide 2024 DJ mede de 16 m a 37 m, e vai chegar à aproximação máxima da Terra às 14h30 no horário de Brasília. 

O que é um asteroide?

Os asteroides são objetos rochosos e pequenos que orbitam o Sol. No caso, o 2024 DJ é considerado um asteroide próximo da Terra, classificação dada aos objetos que viajam em órbitas que os deixam a até 195 milhões de quilômetros do nosso astro — ou seja, a uma distância que os traz para perto da vizinhança orbital da Terra.

Conforme estes objetos são observados, suas órbitas são determinadas com maior precisão e os cientistas podem prever onde vão estar em alguns anos ou até em décadas. A maior parte dos asteroides próximos da Terra não se aproximam tanto do nosso planeta, e por isso não oferecem riscos para nós

Por outro lado, existe o grupo dos chamados asteroides potencialmente perigosos. Trata-se de uma pequena fração dos asteroides próximos da Terra que exige mais atenção, porque medem pelo menos 140 m de diâmetro e suas órbitas os trazem para até 7,5 milhões de quilômetros em relação à órbita terrestre ao redor do Sol.

Fonte: Virtual Telescope