Aos 8 anos, "Nicolinha" se torna a astrônoma mais jovem do mundo

Aos 8 anos, "Nicolinha" se torna a astrônoma mais jovem do mundo

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 01 de Outubro de 2021 às 13h20
Reprodução/nicolinha2012/Instagram

Quando tinha apenas 2 anos, Nicole Oliveira já estendia os braços para tentar alcançar as estrelas no céu. A paixão pela astronomia a levou a participar de cursos e até de projetos de ciência cidadã — e, mais recentemente, resultou na descoberta de mais de 20 rochas espaciais. Através do projeto Caça-Asteroides, realizado pelo programa International Astronomical Search Collaboration em parceria com a NASA, ela descobriu 18 possíveis asteroides.

O programa também tem uma parceria como o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCTI), e a ideia do Caça-Asteroides é introduzir os jovens à ciência através da oportunidade de realizarem descobertas espaciais por si próprios. Segundo Nicole — ou "Nicolinha", como é mais conhecida —, ela soube do programa através de uma live do MCTI e, até o momento, já encontrou 23 asteroides preliminarmente através do projeto. "Vou dar os nomes de cientistas brasileiros ou de membros da minha família, como minha mãe ou meu pai", disse ela.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Agora, os asteroides descobertos ainda precisam passar por um processo de análise de astrônomos profissionais, que podem certificar os objetos. Isso pode levar alguns anos, mas, se acontecer, Nicolinha se tornará a pessoa mais jovem do mundo a descobrir um asteroide oficialmente — o recorde atual pertence ao italiano Luigi Sannino, de 18 anos. Para ela, as descobetas que fez são importantes também para outras crianças: "eu consigo inspirar as crianças a participar desses e de outros projetos", afirmou, em entrevista ao Canaltech

A paixão que Nicolinha nutre pela astronomia não vem de hoje. “Quando ela tinha 2 anos, ela levantava os braços para o céu e me perguntava ‘Mamãe, me dá uma estrela?’”, conta Zilma Janaca, mãe de Nicole. Já aos 7 anos, ela ganhou seu primeiro telescópio de presente para observar os astros. Hoje, ela é aluna em um curso de astronomia e tem um canal no YouTube, em que realiza entrevistas e lives com outros nomes da área junto de suas amigas.

Os asteroides descobertos por Nicolinha durante o programa serão analisados por astrônomos profissionais (Imagem: Reprodução/Zilma Janaca)

O sucesso dos conteúdos que publica em seus perfis no Instagram e YouTube fez com que Nicole, junto de seus pais, procurassem uma forma de levar esses conhecimentos e experiências a mais crianças. Foi assim que nasceu o grupo Nicolinha & Kids, iniciativa voltada para a realização de atividades, como aulas e experimentos, especialmente para pensados para os pequenos, sempre com o apoio de profissionais da área, como pesquisadores e professores.

Nicolinha conta também que tem planos para participar de outros projetos de ciência cidadã, mas há um obstáculo: "a maioria é para crianças grandes", explicou ela. De qualquer forma, Nicole já pensa no futuro, com planos para se tornar engenheira aeroespacial para construir foguetes, e vai além: “também quero que todas as crianças do Brasil tenham acesso à ciência”, diz. 

Fonte: Com informações de Science Alert

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.