Ray Fisher, o Ciborgue de Liga da Justiça, rebate acusações da Warner Bros

Ray Fisher, o Ciborgue de Liga da Justiça, rebate acusações da Warner Bros

Por Laísa Trojaike | 08 de Setembro de 2020 às 11h35
Reprodução/Warner Bros

Há algum tempo o ator Ray Fisher, que interpreta o Ciborgue em Liga da Justiça, acusou Joss Whedon de comportamento "grosseiro, abusivo, não profissional e completamente inaceitável”. Whedon substituiu Zack Snyder, que se retirou da produção por problemas familiares, e teria seu comportamento permitido pelos produtores Geoff Johns and Jon Berg.

A declaração teve repercussão e Jason Momoa, intérprete do Aquaman, chegou a declarar apoio ao colega através da hashtag #IStandWithRayFisher, utilizada em um story no Instagram em que é possível ver Fisher com uma camiseta onde é possível ler “Eu amo Zack Snyder”. A publicação foi repostada pelo próprio Fisher no Twitter, em um tweet no qual acrescentou ainda “Responsabilidade > Entretenimento”.

A Warner Bros iniciou uma investigação da produção de Liga da Justiça e a batalha ganhou novas camadas nesses últimos dias. Agora, Ray Fisher apresenta mais reivindicações e a Warner Bros, da sua parte, divulgou uma declaração oficial dizendo que Fisher não estava cooperando com a investigação, o que Fisher nega. O ator recorreu às redes sociais para fazer o seu pronunciamento, dizendo que o estúdio estava jogando um “jogo triste e desesperado”.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

No vídeo, que tem 15 minutos de desabafo, Fisher disse que John e outro produtor, Walter Hamada “falaram em grandes detalhes” sobre Joss Whedon, Johns e John Berg. "A desculpa [de Hamada] para a situação com Geoff Johns foi, ‘Ray, trabalhei com Geoff no Shazam!, não acho que ele faria ou diria isso’, e eu disse ‘Walter, você não estava lá. Estou te dizendo, você não estava'", explicou Fisher. "'Você não estava lá quando o homem usou a comunicação por canal para me chamar em seu escritório e fez a ameaça velada à minha carreira. Você não estava lá para isso. Você não estava lá quando Geoff Johns me contatou em 2018 — um ano e meio depois de Liga da Justiça, enquanto eu filmava True Detective — para se gabar de que havia outro Ciborgue sendo usado no Universo DC em um programa que ele estava produzindo.’”

O ator referido, no caso, foi Joivan Wade, que interpreta o Ciborgue em Doom Patrol. A disputa continua em aberto e, até o momento, a Warner Bros não respondeu às declarações de Fisher, que poderá ser visto novamente no papel em Zack Snyder's Justice League, aguardado para o primeiro semestre de 2021.

Fonte: CBR

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.