Crítica 3 Tonelada$ | Documentário cava história sobre assalto ao Banco Central

Crítica 3 Tonelada$ | Documentário cava história sobre assalto ao Banco Central

Por Natalie Rosa | Editado por Jones Oliveira | 16 de Março de 2022 às 19h30
Netflix

A Netflix acaba de incrementar seu catálogo de documentários baseados em crimes reais, desta vez com uma minissérie que conta a história de um roubo que fez história no Brasil e que é lembrada até hoje: o assalto ao Banco Central de Fortaleza.

Em 3 Tonelada$: Assalto ao Banco Central, entendemos melhor como o crime foi orquestrado em agosto de 2005, com a série documental mostrando todas as etapas do roubo, desde a escavação do túnel que ligava uma casa alugada ao cofre, até os planos de fuga.

A série documental conta a história em três episódios (Imagem: Divulgação/Netflix)

3 Tonelada$: Assalto ao Banco Central é uma série que vai direto ao ponto. Puramente jornalístico, o material não se apoia em grandes simulações ou narrações desnecessárias. Por se tratar de um crime complexo, os três episódios se dedicam à explicação de todas as etapas do roubo, tudo embasado em materiais feitos na época e em depoimentos mais recentes.

A série documental da Netflix consegue reunir, em cerca de três horas, todas as informações necessárias para o entendimento do crime, comprovando a coragem e audácia dos bandidos. Mas como nenhum crime é perfeito, as falhas na hora da fuga também são apontadas, assim como o desejo incontrolável de os bandidos gastarem os R$ 164 milhões que acabaram de ser roubados.

Os policiais envolvidos na investigação dão seus relatos na série documental (Imagem: Divulgação/Canaltech)

"La Casa de Papel" brasileiro

O crime cometido contra o Banco Central entrou para a história do Brasil e pode até ser considerado o "nosso La Casa de Papel", com a exceção de que não havia nenuma mente brilhante como a do Professor por trás, apenas uma vontade e muita audácia. Os criminosos colocaram em prática um crime tão óbvio que não parecia que iria funcionar fora das telas do cinema ou da televisão, mas funcionou. Inclusive, eles sabiam que a pena para furto seria relativamente baixa comparada a outros crimes.

O assalto ao Banco Centro de Fortaleza foi marcante também para os policiais envolvidos na investigação, que aparecem no documentário entregando seus relatos e contando como foi trabalhar no caso mais intenso de suas carreiras. A divisão da série documental acontece da forma mais enxuta possível, apesar da riqueza de detalhes.

No primeiro episódio, entendemos melhor o crime; no segundo, vemos como foram as investigações para ir atrás dos responsáveis pelo roubo; por fim, no terceiro descobrimos que roubar todo aquele dinheiro acabou se tornando uma maldição na vida dos ladrões. Enquanto uns não conseguiram se controlar nem esperar para gastar as 3,5 toneladas de dinheiro, outros já não tinha mais condições psicologicamente por viverem se escondendo com a fortuna.

3 Tonelada$: Assalto ao Banco Central é uma produção bastante informativa e direta, conseguindo ser atrativa aos curiosos do "true crime" não só pela grandeza do crime. A série documental está no catálogo da Netflix.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.