Como Loki pode explicar o maior mistério do próximo filme do Homem-Aranha?

Por Durval Ramos | Editado por Jones Oliveira | 21 de Junho de 2021 às 12h22
Sony Pictures

Com apenas dois episódios, Loki já demonstrou ser a série mais importante para o futuro Universo Cinematográfico da Marvel (MCU, na sigla em inglês), trazendo conceitos que certamente serão explorados pelo estúdio ao longo dos próximos filmes, como Doutor Estranho no Multiverso da Loucura. Só que o seriado pode já ter apresentado elementos que vão explicar inclusive o que devemos ver em Homem-Aranha: Sem Volta para Casa.

Ainda que a gente saiba muito pouco sobre o novo filme do Cabeça de Teia, que chega aos cinemas já no próximo mês de dezembro, muito se especula sobre a sua história. Vários rumores e supostos vazamentos indicam que devemos mesmo ver o multiverso aparecendo lá, principalmente com as encarnações anteriores do herói dividindo a tela.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Loki pode trazer as explicações para o próximo filme do Aranha (Imagem: Divulgação/Marvel Studios)

O problema é como explicar que o mesmo Peter Parker tem a cara do Tom Holland, Andrew Garfield e Tobey Maguire. Em Vingadores Ultimato, as versões de um personagem que pertencem a uma linha do tempo primária têm a mesma aparência, o que não justificaria essa variedade de Homens-Aranha. E é aí que as explicações de Loki entram.

O primeiro grande ponto está presente no segundo episódio, quando vemos as diferentes versões do Deus da Trapaça. De acordo com a Autoridade de Variância Temporal (TVA, na sigla em inglês), as variantes do personagem podem ter desde pequenas diferenças com a versão que a gente conhece até características bem diferentes. E quando os vemos nos hologramas do Agente Mobius, temos desde um Loki gigante de gelo até uma versão semelhante a um ogro — mas todos eles ainda com o rosto do ator Tom Hiddleston. Como o próprio nome diz, são variantes, ou seja, todos ainda têm uma matriz em comum com algumas pequenas variações aqui e ali.

É aí que a aparição de Lady Loki seria o grande ponto de divergência e que revelaria o grande segredo por trás do roteiro de Homem-Aranha: Sem Volta para Casa. Se ela for mesmo uma variante do Loki que a gente conhece, por que ela não mantém a similaridade física? A explicação, segundo apontam as novas teorias, é porque ela não vem de uma linha temporal diferente, mas de uma realidade completamente fora da Linha do Tempo Sagrada.

Bagunça do multiverso já foi explicada na séries (Imagem:Reprodução/Disney+)

Pelo que vimos no primeiro episódio da série, essa linha foi criada pelos Guardiões do Tempo e segue uma lógica predefinida de eventos justamente para manter uma suposta ordem depois da guerra do multiverso. Isso significaria que a Lady Loki que nos foi apresentada seria uma sobrevivente de uma das linhas que foi sobrepujada pela atual e, por isso, seria tão diferente do Loki clássico do MCU. Ao contrário das versões do holograma, que seriam apenas uma variação do personagem, ela seria alguém vindo de outro multiverso completamente independente da Linha Sagrada do Tempo.

E o que isso tem a ver com o Homem-Aranha? Bem, a mesma lógica também se aplicaria a esses Peter Parker: se eles não são variantes do Tom Holland, não teria por que manter algum tipo de semelhança física. Isso porque tanto Tobey Maguire quanto Andrew Garfield também viriam desse multiverso.

Parece confuso lidar com tantos conceitos assim, mas basta imaginar a tal Linha do Tempo Sagrada como a própria cronologia do MCU: todas as variantes que a gente conhece são versões alternativas de personagens que conhecemos desse universo. Por isso que tanto Maguire e Garfield podem ser Homens-Aranha tão diferentes entre si, já que eles existem fora dessa linha, vivendo em universos próprios — o Sonyverso, se preferir. Isso também explicaria, por exemplo, porque os eventos de Vingadores não afetam filmes como Venom e o vindouro Morbius, embora ainda estejam ligados ao Homem-Aranha.

Assim, o que Loki pode fazer e repercutir em Sem Volta para Casa é permitir que esses universos se colidam de alguma forma, o que vai permitir o encontro dos três Homem-Aranha, do mesmo modo que permitiu que Loki e Lady Loki se conhecessem. O resultado disso, por outro lado, é imprevisível.

Mas, novamente, tudo isso é apenas especulação. Há uma certa lógica por trás desse raciocínio, mas nada foi confirmado oficialmente pela Marvel e pela Sony, o que significa que vamos ter que esperar mais algumas semanas para saber se a teoria está certa ou não.

Fonte: BGR

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.