10 X-Men esquecidos que merecem ganhar um filme solo no MCU

Por Claudio Yuge | 26 de Outubro de 2019 às 09h35
marvel comics
Tudo sobre

Marvel

Saiba tudo sobre Marvel

Ver mais

Desde que a Disney anunciou a compra da Fox e os direitos dos X-Men voltaram para o Marvel Studios, os fãs não veem a hora de os mutantes estrearem no Universo Cinematográfico Marvel (MCU, na sigla em inglês). O CEO Kevin Feige já vem trabalhando em um reboot da franquia e, enquanto isso, viajamos aqui em alguns personagens que poderiam ter seu próprio filme solo.

Como os mais populares já estão aparecendo por aí desde 2001, a ideia aqui é privilegiar heróis que não tiveram muito tempo de tela nesses últimos 18 anos e aproveitar o recomeço no MCU para contar as histórias que os tornaram tão queridos entre os fãs mais ardorosos.

E um dos grandes charmes do universo mutante é poder contar histórias sobre outsiders, gente que precisa vencer preconceito e discriminação para poder se sentir em comunidade. Essa seria a principal premissa de todos os filmes dessa marca.

1. Cristal

(Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

A heroína cantora e dançarina fez fama na era disco, no começo dos anos 80, e tem o poder de transformar som em luz. A pegada poderia ser algo parecido com uma cinebiografia musical, mas com a aventura por meio da dificuldade de Alison Blaire em controlar seus poderes para ser um artista de sucesso

Veja bem, ela poderia ser atualizada para nossa era de superexposição em redes sociais e trazer vários subtextos sobre as celebridades instantâneas e os impactos da tecnologia — tudo com uma pitada de ação é claro.

2. Longshot

(Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

O personagem tem um poder tão estranho quanto divertido, que é ter uma sorte extrema. Ele consegue ganhar dinheiro fácil em máquinas caça-níqueis e ao mesmo tempo acerta uma lâmina em alta velocidade exatamente no único ponto fraco de um inimigo à longa distância.

Como ele faz parte de um mundo de fantasia, ao cair na Terra seria legal vê-lo tentando se adaptar à vida em outro universo, em uma metrópole. A divisão entre dois mundos é terreno fértil para grandes histórias. O mutante poderia abordar também um romance LGBTQ.

3. Banshee

(Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

O irlandês tem liderança natural e um poder ainda mais interessante, com o grito que remete às lendas de sua terra. A produção traria o “ar europeu” para a franquia, em filme mais intimista e até mesmo flertando com o sobrenatural da mitologia celta, nos pequenos vilarejos rurais de uma cidade histórica da Grã-Bretanha.

E isso poderia até mesmo se comunicar com algo relacionado ao grupo Excalibur e até uma possível rixa com o Capitão Bretanha.

4. Bishop

(Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

O viajante do tempo não tem sido bem tratado nos últimos anos e se perdeu em suas narrativas depois do fim dos anos 90. Mas ele teve uma fase interessante, que poderia ser reproduzida no cinema.

A adaptação poderia trazer Bishop em uma espécie de Nova York futurista, um blend de Blade Runner com filmes policiais dos anos 70. Aqui cairia bem um parceiro, de repente Gambit mais velho, para fazer o estilo “buddy cop” como Máquina Mortífera.

5. Gambit

(Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Falando no mais charmoso herói da equipe, poderíamos ver um filme de invasão, no estilo Homem-Formiga ou Onze Homens e um Segredo, em que Remy LeBeau seria escalado para infiltrar, roubar algo e sair vivo. É claro que aí entrariam muita malandragem e ação com humor.

As locações poderiam partir das origens na Lousiana para um grande assalto em solo oriental, trazendo um pouco da cultura franco-americana de Nova Orleans para o contexto. Como o projeto para seu longa, com Channing Tatum, foi arquivado, poderia ser um bom momento para rever o que estava em andamento e adaptar para o MCU.

6. Corsário

(Imagem: Reprodução/John Bolton)

O pai dos mutantes Ciclope, Destrutor e Vulcano é um pirata espacial, no melhor molde de Guardiões da Galáxia. Esse poderia ser o verdadeiro Han Solo do MCU, até mais do que Star Lord, em um filme de origem que mostra ele ainda jovem, tendo de abandonar a Terra e os três filhos para singrar o cosmos em busca de aventura.

Além disso, ele teria à disposição todo o background cósmico que o MCU vem construindo até então

7. Mancha Solar

(Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

O herói brasileiro chegou a ganhar mais proeminência há alguns anos, quando se tornou um magnata que comanda uma equipe dos Vingadores. Mas o personagem nunca conseguir superar sua melhor fase, na época que ele era nervosinho nos Novos Mutantes.

Roberto da Costa poderia ter um filme mais cru e autoral, em um tom semelhante ao que vimos em produções nacionais, a exemplo de Cidade de Deus ou Tropa de Elite.

8. Solaris

(Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

O misticismo oriental e as batalhas com monstros gigantes, com direito a robôs, poderia render muita diversão com o herói japonês. Seria uma boa também para se conectar com o Mestre do Kung Fu e, assim, ampliar esse cantinho no MCU.

9. Vampira

(Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Esse renderia um ótimo filme colegial com a personagem descobrindo seus poderes em meio aos dramas e comédias adolescentes do período. A adição de um mutante rival na escola poderia resultar em uma ótima Sessão da Tarde, nos moldes dos filmes de John Hughes nos anos 80, a exemplo de Clube dos Cinco ou Gatinhas e Gatões.

10. Tempestade

(Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Ororo Munroe é, talvez, a mais injustiçada das personagens nas adaptações, pois nenhuma de suas representações foram tão poderosas quanto sua contraparte de papel. Seu filme poderia mostrar um pouco de sua vida quando criança, quando era ladra nas ruas do Cairo, e depois mostrando ela se tornando líder dos Morlocks no submundo mutante de Nova York dos anos 70.

Imagine uma mistura de Warriors — Os Selvagens da Noite e Luke Cage, só que com a Tempestade.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.