Publicidade

Como escolher o ar condicionado ideal para sua casa ou escritório

Por| Editado por Léo Müller | 01 de Janeiro de 2024 às 15h00

Link copiado!

Ivo/Canaltech
Ivo/Canaltech

O verão chegou, e as temperaturas Brasil afora estão mais rigorosas. Muita gente que talvez nunca tenha pensado em ter um ar condicionado começa a cogitar comprar um agora. Mas como escolher o modelo ideal para suas necessidades? É o que este guia do Canaltech vai explicar.

Como calcular qual ar-condicionado devo usar?

A capacidade de resfriamento de um ar condicionado é indicada pelos BTUs de cada modelo. O Canaltech já explicou o que é essa British Thermal Unit (ou unidade térmica britânica, em português).

Continua após a publicidade

Em outras palavras, a potência do ar condicionado que você precisa vai depender do tamanho da área a ser resfriada. Um modelo de 9.000 BTUs, por exemplo, gela cerca de 15 metros quadrados de uma residência. Ou 12 m² de um ambiente comercial.

Já um ar condicionado de 12.000 BTUs pode ser o ideal para a maioria dos ambientes residenciais de até 25 m². Ou comerciais de até 20 m². Mas isso pode variar dependendo da quantidade de pessoas e da incidência do Sol. São apenas cálculos estimados.

Ponto importante: esses cálculos valem para cada ambiente da casa ou comércio. Afinal, o ar condicionado da sala não vai resfriar todos os cômodos. Você pode conferir uma tabela dos BTUs considerados ideais para cada metragem.

Continua após a publicidade

Como calcular os BTUs de um ambiente por conta própria?

Para calcular a quantidade de BTUs com mais precisão, você deve levar em conta outros fatores, além da metragem do ambiente. Se ele é exposto diretamente ao Sol, a quantidade de aparelhos que emitem calor, quantas pessoas ficam no local.

  • Comece com 600 BTU/h para cara m² do ambiente;
  • Adicione mais 600 BTU/h para cada pessoa adicional que frequentar o ambiente;
  • Inclua mais 200 BTU/h caso o ambiente fique diretamente exposto à luz do Sol;
  • Adicione 200 BTU/h para cada aparelho emissor de calor no ambiente (TVs, computadores, etc.)

Qual tipo de ar condicionado escolher?

Continua após a publicidade

Existem quatro tipos de aparelhos de ar condicionado atualmente: de janela, portátil, split ou duto. Cada um tem suas vantagens e desvantagens, como sempre acontece em todo produto que a gente precisa escolher nas prateleiras.

Os de janela têm uma peça única e são talvez os mais conhecidos. Você pode quebrar a parede para colocá-los em sua casa, ou deixar na janela e fechar a fresta de alguma forma. Isso é importante para a eficiência do aparelho: não adianta ele retirar o ar quente para jogar de volta ao ambiente.

Os portáteis também são de peça única, mas podem ser movidos pelo ambiente. E têm um tubo extensor para levar o ar quente para o lado de fora. Não precisam de nenhum tipo de instalação, e dá até para usar em diferentes ambientes — mas tenha em mente que não são aparelhos leves.

Continua após a publicidade

Os split são os mais comuns atualmente. São modelos de duas peças, sendo uma interna e outra externa. São mais complexos de instalar que os de janela, mas também são mais eficientes, resfriando o ambiente com menos consumo de energia.

Por fim, os de duto são mais indicados para ambientes comerciais. São aqueles em que o ar frio é expelido pelo teto, e são bem mais complicados de instalar. O ideal é que o ambiente já seja planejado para ter um ar condicionado de duto desde o início.

Qual ar condicionado é o melhor?

O tipo de aparelho vai depender das suas possibilidades. Em ambientes alugados, o melhor talvez seja pensar em um modelo portátil, que não precisam de nenhum tipo de instalação. Mas se você puder fazer uma pequena obra, os split são melhores que os de janela, pois gastam menos energia e resfriam melhor o ambiente.

Continua após a publicidade

O ideal é não ir nem no mais barato e nem no mais caro. O primeiro pode não ser suficiente, além de ter um risco de ser bem menos econômico que modelos de melhor custo-benefício. Aqueles que custam mais também podem ser um gasto desnecessário, se o seu ambiente não precisar de tanta potência.

Cuidado com a voltagem

Por fim, um ponto importante é a voltagem do aparelho. Se você puder fazer uma instalação de 220V para ligá-lo, o consumo de energia é um pouco menor. E dá para usar fios um pouco menos espessos sem perigo de acidentes.

Continua após a publicidade

Modelos de 110V gastam mais e precisam de fios mais grossos para não dar problemas elétricos. Porém, se for a sua única opção, eles conseguem resfriar o ambiente tão bem quanto os de 220V.

Para economizar ainda mais, os modelos split Inverter ou Dual Inverter são os mais econômicos, apesar de custarem mais. A médio prazo, representam mais economia, apesar de serem os mais pesados no início, já que precisam de instalação.