Jornalista do New York Times vende NFT de texto do jornal por R$ 3,2 milhões

Por Igor Almenara | Editado por Douglas Ciriaco | 26 de Março de 2021 às 17h22
Reprodução/Consequence of Sound

Um colunista do New York Times vendeu um dos seus artigos em formato digital por US$ 563 mil (cerca de R$ 3,2 milhões). A matéria do jornalista de tecnologia de Keven Roose teve seu NFT (token não fungível, em português) colocado à venda como forma de teste desse mercado e, surpreendentemente, cativou um colecionador, que adquiriu o texto por mais de meio milhão de dólares.

“Por que um jornalista não pode entrar na festa do NFT?”, questiona Roose no artigo vendido. Entitulado “Buy This Column on the Blockchain”, o artigo aborda de forma bem humorada a febre que tomou a internet nos últimos meses e pincela a opinião do colunista sobre as vendas de conteúdo em formato não fungível.

(Imagem: Reprodução/The New York Times)

Atualmente, o artigo está disponível para leitura — e talvez não por muito tempo. Nele, Roose conta o processo necessário para anunciar seu artigo como produto NFT, da abertura da carteira para o registro do token e para o recebimento das criptomoedas oriundas da negociação ao anúncio do seu artigo no mercado de colecionadores.

O colunista, então, precisou escolher uma plataforma para a negociação e optou pela Foundation, a mesma que leiloou a famosa figura Nyan Cat por cerca de US$ 600 mil (R$ 3,4 milhões). Sua aposta foi certeira e logo o artigo foi vendido para o colecionador identificado como "Farzin", agora detentor dos direitos sobre a publicação.

Apesar de seu artigo ter sido apenas um teste bem humorado, a aquisição surpreendeu Roose, que “riu sem controle” à frente do seu monitor, como descreveu no Twitter após a negociação. Agora com a imensa quantia no bolso, Roose ainda parece desacreditado pelo o que aconteceu. Na quinta-feira (25), ele confessou que ainda não tinha entrado em contato com o comprador, mas que gostaria de conversar com ele.

Todo valor arrecadado será encaminhado para o programa Neediest Cases Fund, uma campanha de doações internacionais gerenciado pelo New York Times que existe desde 1911. Portanto, a ação do colunista será convertida em suporte financeiro para os mais necessitados.

Fonte: New York Times

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.