Obra de arte “pintada” pela IA da robô Sophia será leiloada como NFT

Por Ramon de Souza | Editado por Jones Oliveira | 23 de Março de 2021 às 22h40
Reprodução/Reuters

Você se lembra da robô Sophia, criada em 2015 pela empresa chinesa Hanson Robotics? Ela ficou famosa por ser capaz de reproduzir 62 expressões faciais e manter conversas com seres humanos a um nível bastante, digamos, assustador. A inteligência artificial do autômato é tão simpática e convincente que até mesmo se tornou a primeira máquina desse tipo a ganhar cidadania oficial na Arábia Saudita. Agora, ela está prestes a leiloar a sua primeira obra de arte, surfando na recente onda dos tokens não-fungíveis (non-fungible token ou NFT).

A “obra” em questão, batizada simplesmente como “Sophia Instantiation”, é um arquivo de vídeo em MP4 de 12 segundos mostrando o “processo criativo” de Sophia, que se baseou em uma pintura pronta do artista digital italiano Andrea Bonaceto. Alimentada com elementos artísticos históricos e suas próprias pinceladas aleatórias em uma série de superfícies — processo que seus criadores chamam de “ciclos iterativos de evolução”. O resultado é uma versão modificada, e até mesmo atraente, da pintura de Bonaceto.

“Espero que as pessoas gostem do meu trabalho e que eu possa colaborar com os humanos de formas inéditas e empolgantes no futuro. Usamos redes de transformadores e algoritmos genéticos em minha arte e outros tipos de criatividade computacional. Meus algoritmos geram padrões únicos que nunca existiram no mundo antes. Acho que as máquinas podem ser criativas”, afirmou a robô, no comunicado liberado para anunciar o leilão que se iniciará nesta quarta-feira (24).

Diferente de outras vendas de tokens não-fungíveis, quem arrematar a obra de arte vai ganhar algumas coisinhas além de um certificado criptográfico em uma rede blockchain. O vencedor terá a honra de interagir com Sophia, que lhe entregará uma cópia física da pintura — mas não sem antes dar uma “pincelada final” com base na análise do rosto do comprador, o que efetivamente tornará aquele item uma criação única. A Hanson Robotics não citou o lance inicial da obra.

Fonte: Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.