Conseguiram minerar criptomoedas em um PS5? Não é bem assim; entenda

Por Ramon de Souza | 01 de Março de 2021 às 20h20
Divulgação/Sony

Uma simples fotografia surgiu na web e repercutiu com força nas redes sociais nesta segunda-feira (1º), incentivando até mesmo a cobertura da mídia especializada. O que ela mostra? Supostamente, um PlayStation 5 modificado para minerar a criptomoeda Ethereum. Muitos veículos passaram a noticiar o “feito” sem sequer citar a fonte original da imagem — também pudera, já que o Canaltech tentou encontrá-la, mas sem sucesso.

Na teoria, um PlayStation 5 seria, sim ,capaz de agir como minerador de criptomoedas. Afinal, estamos falando de um console de hardware louvável: ele usa uma CPU AMD Ryzen de arquitetura Zen 2 (oito núcleos, 16 threads e clock de 3,5 GHz) e uma placa gráfica AMD Radeon de arquitetura RDNA 2 (com aceleração de ray tracing, até 2,23 GHz de clock e 10,3 teraflops). Seria mais do que o suficiente para tal trabalho.

E, teoricamente, assim fez um cidadão chinês. A fotografia em questão mostra um suposto software trabalhando para minerar criptomoedas a um ritmo de 98,76 MH/s e consumo energético de 211 watts (geralmente, o console consome 350 watts durante a jogatina). Usando uma calculadora para esse tipo de garimpo, descobrimos que, com um custo de kilowatt por hora de US$ 0,13 nos Estados Unidos, o cidadão lucraria cerca de US$ 4 mil (cerca de R$ 22,6 mil na cotação atual) por dia e US$ 120 mil (R$ 677 mil) por mês.

Imagem: Reprodução/Gadget Tendency

Mas... aí começam as desconfianças. Como bem observado pelo pessoal do site VideoCardz, tudo indica que a tal foto é falsa, e que essa modificação nunca existiu. Além da fonte desconhecida, perceba que há um código QR na imagem do suposto software de mineração. Ao converter tal item, obtemos um texto em chinês: "Este software não existe hahaha”.

Ou seja: alguém fez uma trollagem das boas, e diversos veículos de mídia especializados ao redor do globo acabaram caindo. De qualquer forma, por mais que não tenha sido desta vez que alguém conseguiu minerar criptomoedas usando um PS5, esse tipo de “provocação” só serve para atiçar ainda mais a comunidade. Se hoje a notícia é falsa, não vamos nos surpreender caso alguém realmente atinja tal feito em breve.

Fonte: Gadget Tendency, VideoCardz (via Twitter)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.