Publicidade

Moscas morrem mais rápido quando veem outros insetos mortos

Por| Editado por Luciana Zaramela | 14 de Junho de 2023 às 12h46

Link copiado!

Robert Kresse/Unsplash
Robert Kresse/Unsplash

Você sabia que quando uma mosca se depara com outra mosca morta, sua expectativa de vida diminui? É isso o que afirma um estudo publicado na revista científica PLOS Biology. Segundo o estuddo, quando isso acontece (mais especificamente com a espécie Drosophila melanogaster, conhecida como mosca-da-fruta), passam a agir de forma retraída, perdem gordura corporal e seu envelhecimento acelera.

Conforme sugere o estudo, o que acontece é que dois tipos de neurônios receptivos ao neurotransmissor serotonina são ativados quando as moscas-das-frutas percebem companheiros mortos, e essa atividade aumentada acelera o processo de envelhecimento.

“Entender os circuitos neurais através dos quais a percepção da morte afeta esses fenótipos pode informar trabalhos futuros direcionados para a compreensão das consequências associadas a isso, e talvez outras experiências sensoriais em indivíduos, incluindo humanos", reconhecem os pesquisadores.

Continua após a publicidade

Os processos sensoriais podem influenciar o envelhecimento. Nas moscas-das-frutas, as mudanças pareciam envolver a serotonina, um dos neurotransmissores — que transporta sinais entre as células nervosas — e um dos receptores da serotonina, o 5-HT2A.

A ideia do estudo foi entender quais neurônios que expressam 5-HT2A podem estar envolvidos nos efeitos físicos dessa percepção de morte.

Para ver isso na prática, os pesquisadores injetaram uma proteína fluorescente em moscas vivas e mostraram outras moscas de sua espécies mortas. Com isso, foi possível ativar artificialmente neurônios. A equipe espera que um dia esse estudo ajude a entender melhor como funcionam nossos cérebros e o processo de envelhecimento.

Continua após a publicidade
O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Curiosidades científicas sobre as moscas

Se uma mosca pousar na sua comida, é seguro comer? Estudos anteriores apontam que, na prática, o risco de adoecer por causa disso é relativamente baixo. No entanto, pesquisadores já identificaram 130 patógenos nesse inseto (dentre eles, fungos, vírus, parasitas e bactérias), o que pode causar condições como intoxicação alimentar, vômitos, náuseas, dor de estômago, diarreia e febre.

Um estudo de 2022 revelou que a mosca pode carregar patógenos transmitidos por alimentos que afetam a saúde humana, incluindo Salmonella sp, Escherichia coli, Staphylococcus aureus, Bacillus cereus e Bacillus subtilis.

Mesmo assim, os pesquisadores alegam que se uma única mosca tiver um breve contato com comida recém-cozida, não é preciso se preocupar, tampouco jogar fora a comida. O verdadeiro risco está no alimento onde muitas moscas, ao mesmo tempo, ficaram pousando ao longo de horas.

Continua após a publicidade

Outra curiosidade digna de menção, é que moscas precisam vomitar na comida antes de ingeri-la. Esse inseto não tem dentes, e segue apenas uma dieta líquida, por isso libera seu suco gástrico em cima da comida para liquidificá-la. As moscas também podem sentir o gosto da comida assim que pousam sobre ela. Para decidir se estão tomando algo nutritivo, usam receptores nos pés.

Fonte: PLOS Biology, Science AlertInsectPLOS Neglected Tropical Diseases