Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Existem animais gigantes ainda não descobertos pela ciência?

Por| Editado por Luciana Zaramela | 23 de Fevereiro de 2022 às 19h40

Link copiado!

THP-Creative/Envato
THP-Creative/Envato

De vez em quando, cientistas se deparam com uma raríssima aparição de um animal gigante — como aconteceu recentemente com uma água-viva fantasma encontrada na Califórnia. No entanto, são espécies das quais já se tinha conhecimento antes. Será que existe alguma chance de que a ciência descubra novas espécies gigantes?

É bem provável que sim, principalmente por conta das profundezas do oceano. Acontece que mais de 80% dos oceanos ainda permanecem inexplorados, considerando que a humanidade ainda não conta com uma tecnologia que ajude a enfrentar altas pressões a mais de 11 quilômetros de profundidade. Existem animais tão estranhos que moram nas profundezas dos oceanos que parecem de outro mundo.

Por enquanto, o oceano abriga o maior animal conhecido do mundo atual. Trata-se da baleia-azul, que geralmente varia entre 21 e 30 metros de comprimento, embora haja registros que ultrapassaram essa marca. Grande parte da espécie costuma habitar a costa da Califórnia.

Continua após a publicidade

Quando falamos do ambiente terrestre, a situação é bem diferente: o conhecimento sobre as espécies é tamanho que a maioria das pesquisas em torno de animais gigantes terrestres tende a acabar na reclassificação da espécie, em vez de uma descoberta totalmente nova.

Embora a ciência ainda esteja apenas começando a desvendar os segredos do oceano profundo, já está muito mais familiarizada com as grandes espécies que vivem em terra. A maior espécie terrestre conhecida é o elefante-africano, que chega a 3,2 metros de altura. O animal mais pesado já registado tinha cerca de 12,3 toneladas. É difícil que toda uma espécie desse porte esteja por aí sem que se tenha conhecimento.

Já no que se refere ao planeta Terra do passado, temos a paleontologia, responsável por entender as espécies que habitavam antes de nós. O interessante é que mesmo nos dias atuais, muitas descobertas vêm sendo feitas (nesse caso, através de fósseis).

Fonte: The Nature ConservancyWhale and Dolphin ConservationMonterey Bay Aquarium via Live Science