CES 2020 | JBL expande linha com produtos gamers, casuais e para sala de estar

Por Felipe Ribeiro | 06 de Janeiro de 2020 às 13h00
JBL
Tudo sobre

JBL

Saiba tudo sobre JBL

Ver mais

A JBL foi com tudo para a CES 2020. A empresa lançou produtos em diferentes segmentos, desde fones casuais e headsets gamers, até um combo completo para sala de estar. Os destaques ficam por conta dos earbuds TUNE 220TWS e LIVE 300TWS, dos fones Club Series, dos headsets gamers da linha Quantum e da JBL Bar, primeira soundbar da marca a contar com Dolby Atmos.

TUNE 220TWS e LIVE 300TWS

O TUNE 220TWS é um clara tentativa da JBL de competir com os AirPods da Apple. Lançados a US$ 100, estes fones de ouvido têm um design simples e cores atraentes. Eles possuem autonomia de três horas - um pouco menos que os AirPods de nível básico - e o estojo de carregamento tem 16 horas adicionais para carregamento remoto da bateria. A possível desvantagem para alguns é a falta de recursos encontrados nos modelos mais avançados da JBL, como assistentes virtuais integrados.

Imagem: JBL

Já o LIVE 300TWS, que será vendido por US$ 150, representa um grande avanço em relação aos 220TWS em termos de recursos. A classificação de resistência à água IPX5 o torna mais adequados para exercícios, e os auriculares têm menos probabilidade de cair durante o exercício. O Google Assistente e a Amazon Alexa também são compatíveis, para que você não precise confiar exclusivamente na inteligência artificial do seu dispositivo.

O LIVE 300TWS inclui o modo TalkThru, exclusivo da JBL, que reduz o áudio do telefone e amplifica as vozes para que você não precise tirar os fones de ouvido ao conversar com as pessoas. Já o modo AmbientAware faz exatamente o que você esperaria: permite ouvir ruídos de fundo, para que você fique ciente dos arredores. O 300TWS tem quatro horas de autonomia com e o gabinete possui 14 horas adicionais de bateria.

Ambos os fones estarão à venda na primavera norte-americana (outono brasileiro).

JBL Club Series

A nova linha CLUB Series da JBL pode servir como um meio-termo entre fones profissionais e fones de ouvido casuais, já que ela combina especificações de nível de estúdio com recursos mais populares, como cancelamento de ruído adaptável (ANC), assistentes de voz, um equalizador personalizável e uma duração de bateria das maiores do mercado.

Imagem: JBL

Quando falamos de "padrão de estúdio", os fones de ouvido CLUB têm certificação Hi-Res, o que significa que podem reproduzir frequências de até 40kHz. Isso é muito mais alto do que aquilo que um humano pode perceber, mas alguns profissionais e fissurados insistem que ser capaz de bombear vibrações de alta frequência melhora os tons que podemos ouvir. Os drivers de grafeno encontrados no JBL CLUB ONE - que é o modelo mais caro da série - têm maior probabilidade de causar impacto na qualidade do áudio. Graças à sua construção robusta (mas leve), o grafeno é muito eficiente e, em teoria, pode soar melhor do que materiais magnéticos mais baratos.

A tecnologia Personi-Fi, da JBL, poderia melhorar a qualidade do som de uma maneira mais subjetiva. Enquanto os fabricantes de fones de estúdio pretendem criar produtos com respostas de frequência perfeitamente planas, os modelos voltados ao consumidor são aprimorados para soarem "bons" em vez de precisos. O Personi-Fi permite conectar seus fones de ouvido ao seu dispositivo móvel, projetar sua própria curva de equalização e aplicá-la indefinidamente - não há necessidade de ativar o equalizador ao ligar os fones de ouvido.

O CLUB ONE também possui cancelamento de ruído ativo "verdadeiro", que coleta o ruído ambiente 50.000 vezes por segundo, de acordo com a JBL. Essa taxa mais alta pode silenciar ruídos repentinos, como latidos de cães ou buzinas de carros, além de barulhos constantes, como condicionadores de ar. Os fones de ouvido CLUB 950NC,por sua vez apresentam cancelamento de ruído menos avançado, embora a JBL não esteja dizendo exatamente como eles diferem do CLUB ONE. Enquanto isso, o CLUB 700BT não possui nenhum cancelamento de ruído.

Sobre a autonomia, a JBL afirma que os fones de ouvido CLUB 950NC duram 55 horas com o cancelamento de ruído desativado. Na mesma situação, o modelo CLUB ONE dura 23 horas.

O CLUB 700BT, que é auricular, custará US$ 150, já o CLUB 950NC over-the-ear custará US$ 250, mas adiciona melhor isolamento de ruído. O CLUB ONE custará US$ 350. A série estará disponível na primavera norte-americana (outono brasileiro)

Linha Quantum

A linha Quantum marca a entrada da JBL no ramo de headsets gamers. O diferencial da empresa fica por conta do desenvolvimento destes produtos, que conta com a sua própria tecnologia virtualizada de som surround e rastreamento de cabeça, com o objetivo de imergir totalmente os jogadores em seus jogos.

Imagem: JBL

Serão sete modelos ao todo, começando pelo Quantum 100, de US$ 40, e indo até o modelo principal, o Quantum One, de US$ 300. Os modelos mais baratos são bem básicos, mas à medida em que o nível (e o preço) vai subindo, você terá à disposição um som surround 7.1 da empresa (simplesmente chamada QuantumSurround), suporte sem fio com o Quantum 600, de US$ 200 e o Quantum 800 de US$ 250 - este último funcionando com um receptor de 2,4 Ghz e Bluetooth 6.

Enquanto isso, o Quantum One apresenta a tecnologia de som de 360 ​​graus da empresa, juntamente com o rastreamento integrado da cabeça. A ideia com este aqui é que você possa experimentar uma paisagem sonora mais realista, como entrar na frente de um sistema surround, onde você pode virar a cabeça para acompanhar um som específico. Com a virtualização típica deste tipo de tecnologia, os vários canais seguem seus ouvidos, não importa como você vire a cabeça.

A JBL também aproveitou a CES para lançar o speaker Quantum DUO, de US$ 150, que inclui suporte para Dolby Digital e sua tecnologia de som surround virtual.

A linha Quantum deve chegar às lojas em abril.

JBL Bar 9.1

A JBL apresentou a JBL Bar 9.1, sua primeira soundbar compatível com Dolby Atmos. Ela possui quatro drivers Dolby Atmos que apontam para cima para rebater o áudio pela sala. além de inclui um par de alto-falantes sem fio destacáveis que você pode colocar em outro lugar da sala para obter um som mais imersivo. Esses speakers possuem 10 horas de autonomia e podem ser carregados no dock.

Imagem: JBL

Todo o sistema oferece 820 watts de potência e inclui um subwoofer de 10 polegadas para emitir os tons graves. Há também uma entrada de vídeo 4K Dolby Vision, juntamente com suporte para streaming integrado Chromecast e AirPlay 2, além da conectividade Bluetooth.

A JBL Bar 9.1 estará à venda na primavera norte-americana por US$ 900.

Fonte: Engadget (1, 2, 3, 4)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.