Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Stellantis desenvolve bateria menor, mais barata e com mais autonomia

Por| Editado por Jones Oliveira | 01 de Agosto de 2023 às 19h35

Link copiado!

Divulgação/ Stellantis
Divulgação/ Stellantis

A Stellantis anunciou o programa IBIS (Intelligent Battery Integrated System, ou Sistema inteligente de bateria integrada), um projeto de bateria que promete ser mais eficiente, com custo menor e que pode, quando pronto, trazer mais autonomia para veículos elétricos.

Em comunicado oficial, a montadora explicou como vai funcionar essa bateria. Feita em parceria com a gigante das baterias Saft, parte do grupo TotalEnergies, esse módulo será diferente por fazer com que as placas de conversão eletrônica que executam as funções de inversor de potência e carregador são montadas o mais próximo possível das células da bateria de íon-lítio.

Esse sistema permite que a corrente alternada para um motor elétrico seja produzida diretamente da bateria. Com isso, todo o conjunto é menor e mais eficiente, tomando menos espaço na plataforma do carro e, consequentemente, levando menos peso para o veículo.

Continua após a publicidade

Além do desenvolvimento dessa bateria para carros, a Stellantis e a Saft vão criar estações de armazenamento e carregamento com essa mesma tecnologia, como se fossem powerbanks gigantes. Isso pode favorecer o abastecimento de carros com menor custo.

A atual fase do projeto IBIS,consiste na criação de um carro protótipo para colocar em práticas as primeiras baterias nascidas com essa nova tecnologia. Foram quatro anos de desenvolvimento e mais de 25 pessoas envolvidas.

O projeto IBIS é financiado pelo Plano de Investimento Futuro, administrado pela ADEME (Agência de Gestão Ambiental e Energética) e coordenado pela Stellantis. Além da Saft empresas como E2CAD e Sherpa Engineering também fazem parte do time de parceiros.

Estratégia de eletrificação da Stellantis

A Stellantis quer vender somente carros elétricos na Europa até 2030, 50% nos EUA e 20% no Brasil. Em nosso país, a montadora acabou de anunciar o projeto Bio-Hybrid, que traz quatro motores eletrificados (três híbridos e um elétrico) que serão fabricados na planta de Betim/MG.

Além disso, a empresa acabou de lançar uma nova plataforma para carros elétricos, que além de torná-los mais eficientes também deve fazer com que o custo de produção seja menor.