Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Renault Kwid aumenta de preço e deixa de ser carro mais barato do Brasil

Por| Editado por Jones Oliveira | 15 de Maio de 2024 às 11h17

Link copiado!

Divulgação/Renault
Divulgação/Renault

A disputa pelo posto de carro mais barato do Brasil segue árdua e, em maio, voltou a apresentar uma troca de posições entre o Renault Kwid e o Fiat Mobi, hatches compactos que também brigam cabeça a cabeça no ranking dos mais vendidos do país.

O Kwid, que até o início de maio era o dono da posição, aumentou os preços de todas as suas versões em R$ 1.000 e, agora, não sai por menos de R$ 73.640 em sua configuração mais básica, a Zen 1.0.

A Stellantis, por sua vez, manteve os preços do Fiat Mobi, que continua partindo de R$ 72.990 em sua versão de entrada, a Like 1.0. Com isso, o compacto da marca italiana é, de novo, o carro mais barato do Brasil em 2024.

Continua após a publicidade

As demais versões do Renault Kwid também ficaram R$ 1.000 mais caras com o reajuste aplicado à linha em maio e, agora, custam R$ 76.530 (Intense) e R$ 79.430 (Outsider).

Kwid E-Tech também aumenta

O Renault Kwid E-Tech, versão 100% elétrica do compacto francês, também deixou de ser o carro elétrico mais barato do Brasil. O modelo, que começou 2024 com preço abaixo dos R$ 100 mil, agora aparece no site da montadora por “a partir de R$ 139.900”.

Continua após a publicidade

Com isso, o francês zero emissor de poluentes fica acima do JAC E-JS1, que parte de R$ 126.900 no site da marca chinesa; do Caoa Chery iCar, vendido a R$ 119.990; e do BYD Dolphin Mini, elétrico mais emplacado do país, que sai por R$ 115.800.