Qual é o carro mais rápido do mundo?

Qual é o carro mais rápido do mundo?

Por Paulo Amaral | Editado por Jones Oliveira | 11 de Setembro de 2021 às 08h00
Vlad Grebenyev/Unsplash/CC

Responder de bate-pronto qual é o carro mais rápido do mundo pode até ser fácil. Afinal, basta dar uma busca caprichada no Google, comparar os números mais atuais e pronto: você vai descobrir que o carro mais veloz do mundo é o... Calma lá.

Antes de darmos essa resposta, precisamos contextualizar um pouquinho o assunto. Afinal, quem é apaixonado por velocidade e gosta de carros, certamente vai apreciar conhecer um pouco mais sobre a História e a evolução até a resposta final.

Vale ressaltar, no entanto, que aqui não entram os carros de Fórmula 1, os Dragster (famosos nas provas de arrancada na década de 1960) ou os “tunados”, como os encontrados na franquia Velozes e Furiosos, que tanto sucesso fez nas telonas e telinhas. A ideia é falar somente sobre os mais “normais”, ou seja, os fabricados para venda ao público comum (mas com muito dinheiro), mesmo que às vezes em produção bastante limitada.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Desde os primórdios...

Imagem: Divulgação/Bugatti

A disputa pelo título de carro mais rápido do mundo é quase tão antiga quanto a própria invenção do automóvel. Duvida? Um exemplo é a Bugatti. A marca, que hoje fabrica alguns dos modelos mais luxuosos e velozes do mercado, “flerta” com o título de carro mais veloz do mundo há quase 100 anos.

Em 1927, a fabricante apresentou ao mundo o Bugatti Type 35B, que alcançava 200 km/h. Na mesma década, a Fiat construiu o SB4 Eldridge Mefistofele, com visual bem semelhante, e que chegava a 235 km/h. A velocidade do carro italiano era exatamente a mesma do Mercedes-Benz 720 SSKL, que ganhou as ruas no início da década de 1930.

As mais variadas marcas e modelos seguiram surgindo e aumentando suas velocidades máximas. Foi assim nos casos da Ferrari 125, lançada entre 1948 e 1950, que batia 260 km/h; e do Cisitalia Type 360, da Porsche, um dos primeiros a alcançar a casa dos 300 km/h, em 1946.

Imagem: Divulgação/Ferrari

Carros clássicos, como a Ferrari 335 S Spyder 1957, que também batia 300 km/h, a Maserati Tipo 151/3, lançada em 1964 com velocidade final de 330 km/h, e o Porsche 935, apelidado de Moby Dick em 1978, que ia aos 366 km/h, ajudaram a pavimentar um caminho sem volta para os superesportivos.

Montadoras “comuns” entram na briga

As marcas citadas até aqui combinavam velocidade e preços exorbitantes (e ainda fazem isso), mas, a partir da década de 1980, uma gama de fabricantes acostumadas a montarem veículos um pouco mais acessíveis começaram a entrar na briga pelo título de carro mais veloz do mundo. Podemos citar, por exemplo, o primeiro deles a passar da barreira dos 400 km/h: Corvette Callaway Twin Turbo, da General Motors.

Imagem: Divulgação/General Motors

O carrão da GM acelerou mais fundo até do que a cobiçada (e mais cara) McLaren F1, que começou a ser fabricada em 1993 e chegou “apenas” aos 386 km/h de velocidade máxima. Além da Corvette, vale também citar modelos como o Camaro, da própria GM, e o Mustang, clássico da Ford que há décadas briga pelo posto de carro de rua mais rápido do mundo.

Briga de “cachorro” grande

Pulando um pouquinho no tempo e chegando (quase) a 2021, temos a popular “briga de cachorro grande”. Há um bom tempo, marcas como Ford e GM nem sonham em competir pelo posto de carro mais veloz do mundo. A disputa ficou um, ou melhor, alguns degraus acima.

Imagem: Divulgação/Henessey

Fazem parte dessa luta de gigantes marcas como a Bugatti (lembra dela, lá da década de 1920?), com o Chiron; a Hennessey, com o Venom F5; a Ferrari, com a SF90 Spider; e a McLaren, com a 765LT. Esses carros alcançam velocidades impressionantes, claro, em condições controladas.

O modelo 2020/2021 da Bugatti atinge velocidade máxima de 420 km/h, enquanto a Ferrari SF90 Spider chega “só” a 340 km/h e o modelo de rua da McLaren alcança os 330 km/h. O Venom F5 ainda está para ser lançado, e a Hennessey diz que o modelo poderá alcançar até 484 km/h, embora isso ainda não tenha sido comprovado em testes.

Os números são impressionantes, mas nenhum dos quatro carros é o mais rápido do mundo atualmente, acredita?

O atual carro mais rápido do mundo

Imagem: Divulgação/SSC

Se você chegou até aqui para saber, enfim, qual o carro mais veloz do mundo, certamente curtiu ficar mais informado nessa linha do tempo resumida que preparamos até o grande anúncio, certo? Então prepare-se, porque o título de carro mais veloz do mundo, na verdade, depende da métrica que você considerar mais importante.

Atualmente, o carro que é considerado o mais rápido do mundo é um ilustre desconhecido para muita gente. Trata-se do Tuatara, fabricado pela Shelby Supercar (SSC), montadora que tem sua fábrica sediada nos Estados Unidos.

Imagem: Divulgação/SSC

O Tuatara traz sob o capô um verdadeiro canhão: o motor é um V8 biturbo de 5,9 litros com 1.774 cavalos de potência e transmisssão de sete marchas. As rodas são de 20 polegadas, com pneus 345/30 na traseira e 245/35 na dianteira, fortes o suficiente para aguentar o tranco e seus 1.247 quilos de peso. A supermáquina faz de 0 a 100 km/h em impressionantes 2,8 segundos. Tanta potência, claro, faz o consumo de combustível ser insano.

Em condições extremas (ou seja, pisando fundo), o Tuatara pode gastar até 1 litro de combustível a cada 800 metros percorridos. Com a gasolina a quase R$ 7, essa notícia não é das melhores, não é mesmo? Em condições normais, o carro, que tem motor flex e tanque com capacidade para 80 litros, faz 3 km/l no etanol e um pouco (pouco mesmo) a mais na gasolina: 4 km/l.

O carro demorou quase 10 anos para ter seu projeto construído, e a fabricante não vai tirar o pé do acelerador (com o perdão do trocadilho) para recuperar o investimento. Cada uma das 100 unidades do Tuatara previstas para serem fabricadas será vendida por US$ 1,9 milhão, ou seja, cerca de R$ 9,8 milhões na conversão atual. Alguém se habilita a entrar para o seleto grupo de donos do carro mais veloz do mundo?

Imagem: Divulgação SSC

E qual exatamente a velocidade máxima do Tuatara? A fabricante diz que o carro é capaz de chegar aos 532 km/h, mas a afirmação tem sido contestada desde outubro de 2020, quando um suposto teste foi conduzido pela SSC. Na ocasião, a SSC chegou a afirmar que o Tuatara teria alcançado 508,7 km/h com a média de duas passagens em aceleração total.

Os dados, no entanto, foram contestados pela Dewetron, empresa austríaca contratada pela própria SSC para validar os números. Segundo a auditoria, os dados fornecidos pela empresa "foram inconsistentes". Pouco depois, a SSC admitiu, em um post no Instagram, que realmente se equivocou a respeito dos números.

Apesar disso, a SSC realizou outros dois testes para tentar atingir os 532 km/h, meta inicial. Em um deles, realizado na Flórida, enfrentou problemas no motor e alcançou "somente" 404 km/h. No mais recente (até agora, já que quer voltar às pistas ainda em 2021), atingiu média de 453 km/h em duas acelerações e, com esses números, que não foram contestados, assumiu o posto de carro de produção mais rápido do mundo, tomando o lugar do Koenigsegg Agera RS.

O teste que deu ao SSC Tuatara o título de carro mais veloz do mundo foi realizado da seguinte forma: o supercarro acelerou fundo em um trecho da State Rout 160, localizada no sul de Nevada, nos Estados Unidos. A velocidade máxima, no entanto, não é a que vale e sim a média alcançada nos dois sentidos da pista (ida e volta). Isso é feito para reduzir os efeitos do vento, tanto nas laterais quanto na traseira do carro.

Foi essa a medição a utilizada para estabelecer a média de 453 km/h e dar ao Tuatara o título de carro de produção mais rápido do mundo, à frente do Koenigsegg Agera RS, que tinha alcançado 447,23 km/h em seu teste.

E o Bugatti Chiron?

Como explicamos lá no início da matéria, o título de carro mais rápido do mundo foi definido em um recorte que incorporou carros considerados de produção, ou seja, que estão à venda, mesmo que para um público bastante seleto... e rico.

Imagem: Divulgação/Bugatti

Se a análise for realizada em cima de um ângulo diferente, o posto de carro mais veloz do mundo sai das mãos da pouco conhecida SSC e do Tuatara para uma marca que é bem mais popular aos olhos e ouvidos de quem é apaixonado por velocidade. Estamos falando do Bugatti Chiron Super Sport 300+, também chamado de Long Tail.

Segundo o Guiness World Records, o popular livro dos recordes, a máquina, que teve sua produção limitada a 30 exemplares (e, por isso, não entra no recorte principal da matéria), alcançou velocidade máxima de 304,7 milhas por hora em agosto de 2020. Isso equivale a 490,36 km/h, marca que deixa o SSC Tuatara "comendo poeira".

Para acelerar tão forte, o Bugatti Chiron Super Sport 300+ conta com um motor W16 de 8.0 litros e 1.578 cavalos sob o capô. Além disso, apresenta relações de marcha mais longas do que as encontradas nos modelos "comuns" do Bugatti Chiron e um pacote aerodinâmico revisado, que aumentou o comprimento do carro em 10 polegadas (25,4 cm). A ideia da Bugatti, agora, segundo o pessoal do Top Speed, é construir um modelo de produção inspirado nele para, em breve, ser, sem qualquer dúvida, o carro mais rápido do mundo.

Fonte: Wheelsage, SSC, Top Speed, 4 Rodas

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.