Ford mostra picape elétrica F-150 puxando um trem 454 toneladas

Por Felipe Ribeiro | 23 de Julho de 2019 às 14h27
Ford
Tudo sobre

Ford

Saiba tudo sobre Ford

Ver mais

Em 2017, a Ford anunciou que venderia uma versão totalmente elétrica de sua icônica picape F-150, campeã de vendas nos Estados Unidos - e no mundo. Para demonstrar a força do veículo, a empresa divulgou um vídeo nsta terça-feira (23) demonstrando a incrível capacidade de reboque de um dos protótipos.

O modelo elétrico é visto puxando 10 vagões de dois andares. Ele faz isso uma vez quando os vagões estão vazios e uma segunda vez com eles carregados com 42 F-150 regulares a gás. Segundo Linda Zhang, engenheira-chefe do projeto de picapes elétricas, toda a carga somava 454 toneladas.

De acordo com a Ford, a ideia é eliminar preocupações sobre a capacidade da picape elétrica. Além da F-150 elétrica, a montadora lançará um SUV inspirado no Mustang que também terá o mesmo tipo de propulsão. A empresa disse que gastará US$ 11,5 bilhões (R$ 43,5 bilhões) para produzir mais de uma dúzia de modelos eletrificados (incluindo VEs e híbridos) até 2022.

Neste momento, a Tesla detém o recorde de puxar a carga mais pesada, quando um Model X rebocou um Boeing 787-9 Dreamliner de 130 toneladas, em uma pista de taxiamento no Aeroporto de Melbourne, na Austrália, no ano passado.

A potência e torque da nova F-150 ainda são desconhecidos.

Investimento nos elétricos e autônomos

A Ford anunciou recentemente que estava se unindo à Volkswagen para a produção de veículos elétricos e autônomos. A montadora alemã está investindo US$ 2,6 bilhões (R$ 9,7 bilhões) no no sistema de veículos autônomos da Ford, e os americanos terão acesso à plataforma MEB de veículos elétricos da Volks, que a Blue Oval diz usar para projetar e construir pelo menos um veículo totalmente elétrico na Europa a partir de 2023.

F-150 tem força, ou não?/ Imagem: Ford

Além disso, a Ford disse que investiria US$ 500 milhões (R$ 1,8 bilhões) na startup de veículos elétricos Rivian, e construirá um carro desse tipo usando a tecnologia empresa. O novo veículo, porém, não afetará o SUV elétrico e tampouco a F-150.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.