Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Fastback Abarth | SUV esportivo chega com visual ousado e preço agressivo

Por| Editado por Jones Oliveira | 26 de Outubro de 2023 às 10h00

Link copiado!

Paulo Amaral/Canaltech
Paulo Amaral/Canaltech

O Fastback chegou ao Brasil há pouco mais de um ano pelas mãos da Fiat, nas versões Audace, Impetus e Limited Edition Powered by Abarth. No “Dia do Escorpião”, ou melhor, no dia em que o Zodíaco dá início ao signo das pessoas nascidas em Escorpião, uma nova era foi aberta.

A última versão da linha Fiat, Limited Edition, ganhou “vida própria” e se transformou pura e simplesmente na Fastback Abarth, a mais esportiva e venenosa da família, sem a marca italiana atrelada.

A Abarth, de acordo com os próprios executivos da marca, pode ser tratada como “o lado envenenado da Fiat”. Do 500 Abarth, lançado em 2014, até o Pulse Abarth, houve um hiato de 8 anos sem novidades na linha. Devido ao sucesso do SUV, porém, após menos de um ano um novo integrante surgiu.

Continua após a publicidade
“Carlos Abarth costumava dizer que há uma certa satisfação em humilhar carros maiores e mais caros com um hatchback. Pedimos licença para adaptar a citação e dizer que há uma certa satisfação em humilhar carros maiores e mais caros com um Fastaback”, comentou Herlander Zola, vice-presidente sênior da Abarth Stellantis América do Sul, ao iniciar sua apresentação.

O Fastback Abarth teve como ponto de partida, logicamente, o Limited Edition Powered by Abarth, mas as mudanças em design acabamento, tanto externo quanto interno e, principalmente, em calibrações, transformaram o representante da marca do escorpião em um carro digno de carregar o status de esportivo.

Continua após a publicidade

O que mudou no Fastback Abarth?

Em termos de design exterior, o Fastback Abarth se diferencia da versão Limited por uma série de detalhes. É o caso do Wide Blade, posicionado acima da grade frontal em fibra de carbono; do aerofólio traseiro, as rodas de 18 polegadas com detalhes em vermelho, o escapamento duplo, agora com sonoridade altamente esportiva, e o teto bicolor.

“O Abarth é a expressão do design italiano e traz memórias afetivas”, resumiu Peter Fassbender, vice-presidente de Design Stellantis América do Sul. “As formas ousadas do escorpião se unem ao design desejado do nosso SUV coupé”, completou.

Quem quiser, também pode deixar o carro ainda mais exclusivo graças aos acessórios da Mopar, que vão desde os nada discretos adesivos de escorpião, que podem ser inseridos na lateral ou no capô, até as luzes ambiente e o filtro de ar esportivo. Em breve, também estarão disponíveis kits de potência, especialmente desenvolvidos para os “gearheads”.

Continua após a publicidade

O que mudou por dentro?

Por dentro, o Fastback Abarth tem tudo o que o público-alvo de um carro esportivo quer: volante em couro perfurado com costura vermelha, painel personalizado, bancos em couro com costuras vermelhas e abas laterais, além do escorpião em baixo relevo, teto escurecido, animação de partida e um cockpit altamente tecnológico.

Segundo Hugo Domingues, Head de Marketing da Abarth, ele foi projetado para agradar ao motorista, ou melhor, ao piloto. Por isso, conta com cluster digital de 7 polegadas personalizável, com destaque para informações como Força G e pressão do turbo, paddle shifters, central de 10,1 polegadas e uma “pimentinha extra”: o botão Poison.

Continua após a publicidade

A tecla vermelha, com letras grafadas em branco, é o que torna o Fastback Abarth um carro extremamente agressivo. Ao acionar o botão, ele ganha uma “direção provocante” e se transforma em um carro “fun to drive” (divertido de dirigir, na tradução). Isso ocorre por conta de ajustes na curva do pedal e na troca de marchas, que se tornam mais rápidas e precisas.

O que “não mudou” no Fastback Abarth?

O que não mudou no Fastback Abarth em relação ao modelo que chegou ao Brasil atrelado à marca Fiat? O motor. Ou melhor: as especificações não mudaram, mas as calibrações, sim. Confuso? A Abarth explica.

Continua após a publicidade

“O motor é o mesmo T270, 1.3 turbo que oferece 185cv de potência (no etanol) e 27,5 kgf/m de torque, mas ele está com mais performance”, resumiu Marcelo Moreira, do Tech Center da Abarth, sinalizando que as alterações foram similares às aplicadas no Pulse Abarth.

Segundo Moreira, apesar de as rodas agora serem de 18 polegadas, elas ficaram 5 quilos mais leves. Além disso, a suspensão conta com molas e amortecedores mais rígidos, que tornaram o carro mais baixo, com aceleração mais direta e que aponta mais rápido na curva.

Em números, o Fastback Abarth está 6% mais veloz que o Limited, além de atingir uma velocidade final 5% maior. Isso significa que ele é capaz de acelerar de 0 a 100 kh em apenas 7,6 segundos, além de alcançar 220 km/h de máxima.

Continua após a publicidade

De acordo com a Abarth, apesar de toda a potência e pegada esportivas, o Fastback do escorpião também é um carro “dócil” e preparado para o uso no dia-a-dia, tanto por conta da série de itens de segurança ativa e passiva (alerta de colisão frontal e de mudança de faixa, frenagem automática de emergência, airbags frontais e laterais), quanto pela economia de combustível.

O Fastback roda, segundo o PBEV do Inmetro, entre 7,2 km/l e 10,3 km/l em ciclo urbano (etanol e gasolina), 9,3 km/l e 13,1 km/l em ciclo rodoviário, respectivamente com etanol ou gasolina no tanque.

Fastback Abarth: Preço e disponibilidade

Continua após a publicidade

O Fastback Abarth terá suas primeiras unidades de test-drive disponibilizadas a partir desta quinta-feira (26) em todas as 70 lojas da marca espalhadas pelo Brasil, e também passará a aceitar os pedidos de pré-venda do SUV coupé.

O preço único do Fastback Abarth é R$ 159.990. A marca informou ainda que, por conta do posicionamento do Fastback Abarth, a versão Limited Powered by Abarth, que ultrapassava a casa dos R$ 160 mil, passa a custar R$ 154.490.

O SUV coupé será oferecido em 4 cores distintas: Preto Vulcano, Vermelho Montecarlo, Branco Branchisa e Cinza Strato, estas três últimas com teto Preto Vulcano.