Carro elétrico concorrente do Chery QQ ganha versão ainda mais barata

Carro elétrico concorrente do Chery QQ ganha versão ainda mais barata

Por Felipe Ribeiro | Editado por Jones Oliveira | 20 de Setembro de 2021 às 14h35
Divulgação/GMWulling

O GM-Wullin MINIEV é o carro elétrico mais vendido da China, com boa vantagem sobre o segundo colocado, o Tesla Model 3. E para aumentar ainda mais seu domínio, a joint-veture General Motors e Wullin decidiu lançar uma versão ainda mais barata do subcompacto zero emissão, que sairia por nada mais, nada menos que R$ 30.500, uma verdadeira bagatela pelo que esse carrinho consegue fazer.

Essa nova versão foi batizada de "Macaron", o famoso doce italiano. E se você reparar bem nas cores e no design do MINIEV, vai mesmo se lembrar dessa iguaria. Esta nova edição chega para tornar o carro ainda mais acessível, porém com atrativos diferenciados se compararmos com o modelo convencional. Além da pintura, o veículo ganhou novo acabamento interno e ajustes que o tornaram mais refinado.

De série, ele conta com luzes diurnas de LED, câmera de ré, rádio com Bluetooth, airbags frontais, sistema de navegação e comando de voz. O espaço, porém, é bem restrito, fazendo com que ele seja menor até do que seu principal concorrente, o novo Chery QQ, que agora também é um subcompacto elétrico. O modelo da GM-Wullin ostenta 1,49m de largura, 1,62m de altura e distância entre-eixos de 1,94m.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Já o motor segue o mesmo de 27cv e 8,6 kgf/m de torque, e com duas variações de autonomia: 120 quilômetros e 6,5 horas para recarga total rápida (versão de R$ 30,5 mil) e 170 quilômetros no mesmo sistema de abastecimento, mas com 9 horas para recarga (versão de R$ 35,4 mil), revelando sempre o melhor modo de uso do carro, que é no ciclo urbano simples, padrão para essa nova leva de carros subcompactos elétricos.

E aí, canaltechers? Topariam pagar pouco mais de R$ 30 mil por um carrinho elétrico como este? Digam nos comentários!

Fonte: Auto Home

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.