SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

O que é melhor: carro com motor de 3 ou 4 cilindros?

Por| Editado por Jones Oliveira | 25 de Fevereiro de 2023 às 09h00

Link copiado!

Felipe Ribeiro/ Canaltech
Felipe Ribeiro/ Canaltech

É bem comum que hoje as montadoras utilizem motores de três cilindros em seus carros considerados de entrada, ou aqueles em que há motorização pequena e de baixa cilindrada, como 1.0 e 1.3. Aos poucos, as opções com quatro cilindros foram deixando de ser usuais nos motores de quatro tempos, com uma ou outra exceção.

Os motores de três cilindros são essencialmente mais eficientes porque há menos atrito criado no processo de abertura e fechamento das válvulas e na biela com o virabrequim. É matemático: com um cilindro a menos, menor é o esforço, e é possível extrair mais potência, torque e economia com essa mudança.

Continua após a publicidade

Quando essa tecnologia foi trazida aos carros, majoritariamente para os compactos, foi notável a melhora de desempenho, redução de custos e maior eficiência. Traduzindo em números: pense que um carro 1.0 tem 1000 cm³ de capacidade volumétrica e que cada cilindro suporta até 400 cm³. Com os tricilindricos, essa conta fecha de maneira mais uniforme do que quando tínhamos os quadricilindricos.

Com um cilindro a menos, o carro fica sem um pistão e seu pino, uma biela, válvulas e as molas. Isso sem falar no virabrequim menor. Em um automóvel, cada grama a menos conta e, obviamente, isso vai influenciar no desempenho como um todo. Menos calor, arrefecimento superior e mais espaço no cofre do motor.

Quais as vantagens do motor de três cilindros?

Tudo bem, mas e quais as reais vantagens de se ter um motor de três cilindros?

Continua após a publicidade

Os motores mais modernos receberam um banho de tecnologia em prol da eficiência, mas a mecânica e a engenharia também se aproveitaram disso para proporcionar melhoras significativas no peso, espaço e funcionamento desses propulsores.

Para facilitar, vamos listar as principais vantagens do motor de três cilindros.

Peso

Com a retirada de um cilindro, obviamente o motor ficou mais leve, e isso influencia no peso total do carro. Para que possamos traduzir em números, com um cilindro a menos, os propulsores 1.0, por exemplo, podem perder até 30kg em comparação com uma versão de quatro cilindros. Faça a conta: menos peso, melhor relação peso/potência no veículo.

Continua após a publicidade

Menos atrito

Como tem um cilindro a menos, o motor tricilindrico gasta menos energia, já que há menos um pistão. Na comparação com um de quatro cilindros, o aumento de eficiência nesse quesito é de 20%. Menos atrito gera menos calor, menos desperdício de energia e, claro, menos desgaste dos componentes.

Consumo de combustível

Com a redução do peso, é natural que o carro fique mais eficiente no gasto energético e possa ter ganhos de economia de combustível e menor emissão de gases poluentes, tanto na gasolina quanto no etanol. Mas não é só isso.

Continua após a publicidade

Esses motores, por terem um cilindro a menos, puderam receber melhorias na câmara de combustão e da cabeça dos pistões, resultando em uma perda menor de troca de energia na saída de escape.

Mais potência e torque

Os motores de três cilindros também são mais potentes e torcudos, já que todas essas mudanças mecânicas favorecem uma extração maior de energia do propulsor. Um exemplo pode ser dado pela linha de motores da Fiat, a antiga Fire e a nova Firefly, essa última tricilindrica.

O Fiat Mobi ainda é equipado com o valente e confiável motor 1.0 Fire, que lhe rende 75cv e 9,89 kgf/m de torque. Mas o subcompacto já teve uma versão com o novo e mais moderno Firefly, que hoje equipa modelos como o Argo e o Cronos. Nesse propulsor, temos 77cv e 10,9 kgf/m de torque.

Continua após a publicidade

A versão 1.3 do motor Firefly ainda tem quatro cilindros, mas, nesse caso, a eficiência volumétrica torna o motor muito competente.

Quais as desvantagens do motor de três cilindros?

O motor de três cilindros é um avanço na indústria automotiva, mas não quer dizer que ele seja perfeito. Ganhamos em alguns setores, perdemos em outros. Veja abaixo as desvantagens:

Continua após a publicidade

Vibração

Nós já testamos vários carros de três cilindros aqui no Canaltech, sejam eles aspirados ou turbo, e, na maioria esmagadora, percebe-se uma enorme vibração no funcionamento do motor, que é espalhada na dianteira do veículo.

Isso acontece porque, como há uma quantidade ímpar de cilindros, há um certo desbalanceamento na distribuição do peso e da força gerada, causando relativo desequilíbrio e desbalanceamento no funcionamento do motor, o que gera a vibração.

Além disso, pistões posicionados dentro do motor não têm par de mesma posição. Para ajustar isso, os motores de três cilindros possuem contrapesos e coxins especiais para equilibrar esse efeito, algo que, na maioria dos casos, não é perfeito.

Continua após a publicidade

Ruído

Também pudemos aferir isso em nossos testes aqui no Canaltech. Como tem um cilindro a menos e todos os componentes foram retrabalhados para trazer mais eficiência, isso gera mais esforço do motor, sobretudo por conta da cabeça dos pistões e do novo formato da câmara de combustão.

Resultado: um ruído muito maior pode ser sentido na cabine, e com um barulho que não é "gostoso" como de um quatro cilindros. E como esses propulsores são, geralmente, utilizados em carros de entrada ou compactos, há um isolamento acústico inferior do que em modelos premium. Ou seja: mais barulho.