Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

3 tecnologias absurdas do BMW i4 M50

Por| Editado por Jones Oliveira | 12 de Maio de 2024 às 09h55

Link copiado!

Paulo Amaral/Canaltech
Paulo Amaral/Canaltech
Tudo sobre BMW

O BMW i4 M50 é o primeiro carro elétrico desenvolvido pela divisão “M”, ou Motorsport, responsável pela criação dos modelos mais velozes da montadora alemã. E, apesar de não ter o ronco natural que tanto encanta os puristas, ele compensa essa ausência com muita tecnologia.

Após passar um tempo com esse ousado sedan, capaz de mesclar elementos do Série 3, Série 4 Gran Coupé e M3 em um único produto, o Canaltech listou 3 tecnologias absurdas do BMW i4 M50.

Os pontos altos se dividem entre a eficiência do sistema elétrico, que permite ao motorista “pisar sem dó” no acelerador — sem temer ficar sem bateria — e, claro, aos inúmeros recursos disponíveis na cabine, tanto voltados para o infotenimento quanto para o auxílio à condução.

Continua após a publicidade

Confira, a seguir, 3 tecnologias absurdas do BMW i4 M50.

3. Carro elétrico tem “ronco”, sim

Quem disser que não gosta de carro elétrico porque ele não tem ronco do motor vai ter que mudar de ideia. O BMW i4 M50 tem um recurso que, quando ativado, emite um barulho que, embora não seja tão empolgante quanto o de um V8, certamente aumenta a adrenalina de quem está ao volante.

O recurso só funciona quando o modo de condução Sport está ativado. E o som, embora não de forma tão clara, não fica restrito apenas ao interior da cabine, e também pode ser notado por quem vê o imponente sedan elétrico cruzar as ruas. Vale pontuar que o IconicSounds Electric foi criado por ninguém menos que o maestro Hans Zimmer.

2. Controle total na tela

Uma outra tecnologia absurda embarcada no BMW i4 M50, mas que também não é exclusividade do sedan elétrico alemão, diz respeito às funcionalidades do BMW Operating System 8. O sistema permite controlar quase todos os recursos do carro na tela da central multimídia curva.

Continua após a publicidade

Entre os muitos recursos disponíveis valem ser destacados o assistente de voz, o consumo de energia (bateria) em tempo real, os modos de condução e muito mais. Tudo em poucos toques na tela e com imagens em alta definição.

1. Potente e eficiente

A terceira tecnologia absurda do BMW i4 M50 diz respeito ao combo formado por potência + eficiência energética. Ao contrário de seu principal rival, o Porsche Taycan, que praticamente zera a carga a cada acelerada mais forte, o modelo da BMW é equilibrado.

Continua após a publicidade

Não foram poucas as vezes em que cravei o pé no acelerador para tentar comprovar se os dois motores elétricos, que entregam 544 cv e 81,1 kgf/m de torque, realmente fazem o carro chegar dos 0 aos 100 km/h em 3,9 segundos. E, mesmo não conseguindo replicar o resultado oficial, não há do que reclamar.

O BMW i4 M50 cumpriu o trajeto (realizado em vias seguras, ok?) em pouco mais de 4,6 segundos, e as baterias de 80,7 kWh, capazes de entregar até 335 km por ciclo, segundo o PBEV do Inmetro, pouco sofreram, comprovando que os recursos tecnológicos voltados para a eficiência são, com o perdão do trocadilho, “eficientes”.

Os três níveis de regeneração (Baixo, Médio e Alto) influenciam no alcance final e, claro, se o motorista ficar acelerando fundo em todas as saídas, a autonomia será reduzida. Vale ressaltar que há ainda o modo de regeneração adaptativo, que aplica a frenagem de acordo com a topografia do terreno e a distância do carro à frente, de forma inteligente.

Continua após a publicidade

E aí, o que acharam das tecnologias do BMW i4 M50? Legais, né? Comente conosco o que você mais gostou do sedan elétrico alemão em nossas redes sociais.