Bateria que se regenera sozinha pode ser futuro dos carros elétricos; entenda

Bateria que se regenera sozinha pode ser futuro dos carros elétricos; entenda

Por Felipe Ribeiro | Editado por Jones Oliveira | 03 de Dezembro de 2021 às 19h30
Felipe Ribeiro/ Canaltech

A eletrificação do mercado automotivo tem alguns gargalos e o principal deles, talvez, seja o das baterias. Como transformar esses componentes em mais duradouros, com autonomia elevada, mas que custem menos? A solução pode ter sido encontrada pela StoreDot, que desenvolveu células capazes de se regenerar automaticamente.

A tecnologia, patenteada pela empresa, faz com que as baterias se regenerem mesmo durante o uso em carros elétricos. Por meio de algoritmos e trabalho de hardware, as células com maior desgaste ou superaquecimento são identificadas pelo sistema e desativadas até que se recuperem. O melhor de tudo isso, é que o motorista não vai sentir nenhuma mudança no desempenho do veículo.

Para efeito de contextualização, um alto executivo da Toyota chegou a dizer que o preço desses componentes são o que tornam os carros elétricos bem mais caros, e que o ideal seria equipar os automóveis zero emissão com células de menor capacidade. Na visão da StoreDot, com essa tecnologia, as baterias terão um aumento de sua vida útil e, consequentemente, poderão custar menos às montadoras.

Tecnologia da StoreDot identifica problemas na bateria e os corrige automaticamente (Imagem: Divulgação/StoreDot)

Além das baterias com autorregeneração, a StoreDot trabalha com modelos de carga rápida, com velocidade 50% acima do que é praticado em média no segmento. A estimativa é de que até 2024, essas células estejam disponíveis no mercado para serem negociadas com as montadoras globalmente.

Segundo o portal Green Car Congress, a empresa também trabalha em sua próxima geração de XED, células de estado sólido de extrema densidade de energia. A produção em massa desse tipo de bateria vai demorar um pouco mais: somente em 2028.

Fonte: GreenCar Congress

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.