Baidu iniciará primeiro teste público de seus carros autônomos na China

Por Rafael Rodrigues da Silva | 30 de Setembro de 2019 às 12h00
Tudo sobre

Baidu

Saiba tudo sobre Baidu

Ver mais

Na última quinta-feira (26) a Baidu anunciou que sua primeira frota de carros autônomos já está pronta para os primeiros testes nas ruas. Os 45 veículos irão circular pelas ruas de Changsha, capital da província de Hunan, que possui pouco mais de 7 milhões de habitantes.

Os carros foram produzidos em parceria com a montadora local FAW Group. Chamados de Apollo Robotaxi, os automóveis são baseados no L4 Hongqi EV e operam com autonomia de nível 4 — o que quer dizer que eles são totalmente autônomos em qualquer área que estiver devidamente mapeada, mas necessitam que um motorista assuma sempre que entrarem em uma área não mapeada. Apesar disso, nesse período de testes, haverá um motorista a bordo para assumir o comando caso ocorra qualquer problema.

A Baidu afirma que todos os carros estarão à disposição da população da cidade e poderão ser chamados como se fossem carros de aplicativos de carona. A diferença é que, como estão em fase de testes, nenhuma das corridas será cobrada.

Em um primeiro momento, os Apollo Robotaxi irão circular por cerca de 50 km de estradas, mas, para o ano que vem, a Baidu deverá expandir seus mapas para que eles possam fazer viagens de até 135 km.

Além de possuir nível 4 de autonomia, os veículos autônomos também já vêm de fábrica com uma tecnologia conhecida como V2X, que permite que eles se comuniquem com qualquer outro veículo autônomo e com a própria infraestrutura da cidade. E, como essa tecnologia já está pronta para produção em massa caso os testes sejam bem-sucedidos, não há o perigo de que outros sinais (como redes Wi-Fi) interferiram nessa comunicação.

Além da FAW Group, montadoras como a Toyota e Geely já mostraram interesse em produzir os carros da Baidu. Com isso, é possível que a frota de carros da empresa aumenta rapidamente caso esse primeiro teste ocorra dentro do esperado.

Fonte: Cnet

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.